sicnot

Perfil

Mundo

Daesh liberta 270 civis sequestrados na Síria

O grupo radical autodenominado Estado Islâmico libertou na terça-feira 270 dos mais de 400 civis que sequestrou durante um ataque à cidade síria de Deir Ezzor, noroeste do país, anunciou o chefe do Observatório para os Direitos Humanos.

© Muhammad Hamed / Reuters


Rami Abdel Rahman, chefe do Observatório Sírio para os Direitos Humanos (OSDH), adiantou hoje que entre os 270 civis libertados estão mulheres, crianças menores de 14 anos e idosos.

Os 400 civis terão sido sequestrados no sábado passado na zona de Al Baguiliya, a norte da cidade de Deir al Zur, no noroeste da Síria.

De acordo com o Observatório, o Daesh mantém ainda sequestrados 130 homens e mulheres.

O Governo de Damasco e o Observatório denunciaram no passado fim de semana a matança e o sequestro de centenas de pessoas por parte dos radicais em Al Baguiliya, mas os ativistas colocaram em causa as informações e classificaram de "falsidades" as notícias sobre o rapto de 400 pessoas.

No sábado passado, o autoproclamado Estado Islâmico lançou uma ofensiva contra os distritos com baixo controlo do regime em Deir al Zur e conquistou Al Baguiliya.

O Observatório assinalou que as forças governamentais tentaram recuperar vários pontos no sul de Al Baguiliya e um edifício na Universidade Privada da Al-Jazira, nos arredores de Deir al Zur.

O regime mantém o controlo do aeroporto militar de Deir al Zur, os bairros de Al Yura e Al Qusur e o quartel da Brigada 137 do Exército, todos a oeste da cidade, locais onde se estima haver entre 250.000 e 300.000 pessoas cercadas desde há mais de um ano pelos jihadistas.

O Daesh proclamou em finais de junho de 2014 um califado na Síria e Iraque, onde conquistou partes do norte e do centro dos dois países.

  • Portugal contribui com 100 mil euros para Fundo Europeu de resposta à crise síria
    1:21

    Economia

    Portugal contribuiu com 100 mil euros para o Fundo de resposta à crise Síria. O valor foi hoje anunciado em Bruxelas, no final de uma reunião de ministros dos negócios estrangeiros, onde se discutiu a necessidade de fazer chegar ajuda humanitária às populações sírias cercadas pelo Daesh. Os Estados-membros prometeram 51 milhões de euros para o Fundo de resposta e as negociações de paz devem começar a 25 de janeiro, em Genebra.

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalam-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.