sicnot

Perfil

Mundo

Guia supremo do Irão condena ataque à embaixada saudita

O guia supremo do Irão, o 'ayatollah' Ali Khamenei, condenou hoje publicamente pela primeira vez o ataque de 02 de janeiro à embaixada da Arábia Saudita em Teerão como "um ataque ao país e ao Islão".

"Ayatollah" Ali Khamenei

"Ayatollah" Ali Khamenei

© Stringer Iran / Reuters

Lançado por manifestantes em protesto pela execução de um clérigo xiita saudita, o ataque, "como o [de 2011] à embaixada britânica, foi contra o país [Irão] e o Islão e eu não gostei", disse Khamenei.

Os incidentes de 02 de janeiro levaram a um corte das relações entre as duas potências regionais.

O presidente iraniano, Hassan Rohani, e outros responsáveis políticos já tinham condenado os incidentes e anunciado medidas contra os envolvidos, mas Khamenei, que é a primeira figura religiosa e política do país, ainda não se tinha pronunciado.

Segundo os 'media' iranianos, cerca de 140 pessoas foram detidas por suspeita de participação no ataque.

Lusa

  • Solução governativa à esquerda "devolveu tranquilidade à sociedade"
    0:58

    País

    O primeiro-ministro diz que a atual solução de Governo deve continuar tendo vantagens por ser como é. Ao Expresso, António Costa manifestou-se "muito satisfeito" com a solução governativa encontrada e afirmou que esta "não depende de haver ou não maioria" absoluta na próxima legislatura.

  • O regresso a casa depois do incêndio no Sardoal
    2:43