sicnot

Perfil

Mundo

Guia supremo do Irão condena ataque à embaixada saudita

O guia supremo do Irão, o 'ayatollah' Ali Khamenei, condenou hoje publicamente pela primeira vez o ataque de 02 de janeiro à embaixada da Arábia Saudita em Teerão como "um ataque ao país e ao Islão".

"Ayatollah" Ali Khamenei

"Ayatollah" Ali Khamenei

© Stringer Iran / Reuters

Lançado por manifestantes em protesto pela execução de um clérigo xiita saudita, o ataque, "como o [de 2011] à embaixada britânica, foi contra o país [Irão] e o Islão e eu não gostei", disse Khamenei.

Os incidentes de 02 de janeiro levaram a um corte das relações entre as duas potências regionais.

O presidente iraniano, Hassan Rohani, e outros responsáveis políticos já tinham condenado os incidentes e anunciado medidas contra os envolvidos, mas Khamenei, que é a primeira figura religiosa e política do país, ainda não se tinha pronunciado.

Segundo os 'media' iranianos, cerca de 140 pessoas foram detidas por suspeita de participação no ataque.

Lusa

  • "Sempre nos disseram que bastava o Aves ganhar para estar na Liga Europa"
    0:34

    Desporto

    O Presidente da SAD do Desportivo das Aves garante que não houve esquecimento ou atraso na inscrição do clube na Liga Europa. Luiz Andrade afirma que sempre lhe disseram que bastava vencer a Taça de Portugal para marcar presença na competição e que ainda não sabe se o clube pode ou não jogar a fase de grupos da competição europeia.

  • "Fui violada por Harvey Weinstein aqui em Cannes"
    1:02

    Cultura

    A cerimónia de encerramento do Festival de Cinema de Cannes ficou ainda marcada pelo discurso de Asia Argento. A atriz italiana que acusou Harvey Weinstein de a ter violado justamente numa das edições do festival de Cannes, e que há mais abusadores à solta.

  • As primeiras imagens das quatro crias da lince Malva
    0:20
  • Exército sírio declara Damasco "totalmente segura"

    Mundo

    O exército sírio proclamou esta segunda-feira a capital Damasco e também os arredores, como locais "totalmente seguros". O anúncio foi feito em clima de festa, depois de os militares terem reconquistado os bairros do sul da cidade, até agora nas mãos do Daesh.