sicnot

Perfil

Mundo

Medições concluem que 2015 foi o mais quente dos últimos 136 anos

O ano de 2015 foi o mais quente em termos globais desde que tiveram início os registos de temperatura, no final do século XIX, revelou hoje a agência federal norte-americana para a atmosfera e os oceanos (NOAA).

(Arquivo)

(Arquivo)

Em 2015, a temperatura média na terra e nos oceanos ficou 0,90 graus Celsius acima da média do século XX, tornando-se a mais elevada desde que começaram os registos em 1880 e deixando muito para trás o anterior máximo, verificado em 2014, com 0,16ºC acima da média, o que torna a diferença - de 0,74ºC - a mais acentuada de sempre entre dois recordes.

Dos doze meses de 2015, dez alcançaram novos recordes de temperatura, tendo dezembro passado sido o dezembro mais quente dos últimos 136 anos.

Em 1997 registou-se, pela primeira vez, uma subida recorde da temperatura do planeta e, desde então, 16 dos 18 anos que se lhe seguiram foram os mais quentes em 136 anos de medições.

Os níveis inesperados de calor verificaram-se um pouco por todo o mundo: na América Central, na metade norte da América do Sul, em regiões do norte, do sul e do leste do continente europeu e no oeste da Ásia, bem como em áreas significativas da Sibéria.

Os termómetros também atingiram níveis sem precedentes em 136 anos em grandes áreas da África Oriental e Austral, no nordeste e na região equatorial do Pacífico e no noroeste do Atlântico, assim como em todo o Oceano Índico e em certas partes do Oceano Ártico.

No ano passado, a temperatura média na superfície da terra ficou 1,33°C acima da média do século XX, a mais elevada verificada no período 1880-2015, e superou o recorde anterior, de 0,25°C, estabelecido em 2007.

Quanto à temperatura global média da superfície dos mares e oceanos, ficou 0,74°C acima da média do século passado, ultrapassando largamente o máximo estabelecido em 2014, de 0,11°C.

Lusa

  • Santana diz que Marcelo por vezes faz de conta que é primeiro-ministro
    1:12

    País

    Santana Lopes diz que a expectativa que Passos Coelho criou sobre o mau desempenho do Governo se está a virar-se contra ele. Numa entrevista ao jornal Expresso deste sábado, o ex-primeiro-ministro e ex-presidente da Câmara Municipal de Lisboa considera contudo que Passos Coelho ainda poderá ganhar as próximas eleições. Sobre Marcelo, o atual provedor da Santa Casa da Misericórdia diz que por vezes faz de conta que é o primeiro-ministro.

  • Coala do Zoo de Duisburg viaja para Lisboa 

    País

    A SIC acompanhou, em exclusivo, a transferência de uma coala do Zoo de Duisburg, na Alemanha, para o Jardim Zoológico de Lisboa. O animal foi transportado pela TAP e batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Uma reportagem para ver mais logo no Jornal da Noite da SIC.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Caravana com cinzas de Fidel chega este sábado a Santiago de Cuba
    2:01
  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.