sicnot

Perfil

Mundo

Menina de 3 anos morre sufocada com brinquedo de ovo Kinder em França

Uma menina de 3 anos e meio de Toulouse, no sul de França, morreu sufocada ao engolir um brinquedo, que se encontrava do interior de um ovo de chocolate "Kinder Surpresa", noticiaram hoje os media locais

Na terça-feira foram divulgados os resultados da autópsia e o fabricante italiano Ferrero lamentou, em comunicado, a "triste notícia da morte da uma menina de 3 anos e meio (...) após a ingestão de um brinquedo presente no interior de um ovo de chocolate".

"Até ao momento, e antes de qualquer contacto com as autoridades ou com a família, a Ferrero não está em condições de confirmar ou desmentir a implicação da sua marca Kinder", acrescentou a nota do fabricante.

A Ferrero aconselha este produto para crianças maiores de 3 anos, recomendando a supervisão de um adulto durante a utilização.

O acidente ocorreu no passado fim de semana, depois de a menina ter engolido um brinquedo com rodas, presente no interior do popular ovo de chocolate. Os bombeiros tentaram reanimar a criança, que morreu já no hospital Purpan de Toulouse, na sequência de lesões cerebrais.

Os ovos de chocolate "Kinder Surpresa" são um êxito comercial da Ferrero, desde que foram lançados há mais de 40 anos.

O ovo contém no interior uma cápsula de plástico na qual se encontra um pequeno brinquedo, às vezes em peças para serem montadas pela criança.

  • A menina síria que relata a guerra no Twitter está bem, diz o pai

    Mundo

    Bana Alabed, a menina síria de 7 anos que conta no Twitter a luta pela sobrevivência e os horrores da guerra em Alepo, teve de abandonar a sua casa que foi bombardeada mas está bem, disse hoje o seu pai à Agência France Press. A conta esteve fechada desde domingo, mas foi entretanto reativada e tem hoje uma nova publicação de Bana.

  • Parkinson pode ter início nos intestinos

    Mundo

    Um novo estudo científico vem revelar que a doença de Parkinson pode não estar apenas no cérebro. A doença pode ter início nos intestinos e mais tarde migrar para o cérebro.