sicnot

Perfil

Mundo

Sarah Palin apoia Donald Trump para presidente dos EUA

A candidata republicana a vice-presidente dos Estados Unidos da América em 2008, Sarah Palin, apelou na terça-feira ao voto em Donald Trump nas primárias do seu partido para as eleições deste ano.

© Mark Kauzlarich / Reuters

Antiga governadora do Alaska, Sarah Palin foi escolhida por John McCain para integrar a sua equipa nas presidenciais de 2008 contra Barack Obama.

Depois perdeu influência, mas continua popular nos círculos conservadores, onde aparece regularmente para atacar o sistema, as elites políticas e económicas e em particular os barões do Partido Republicano.

"Ele é o mestre para negociar acordos", justificou a republicana, elogiando a carreira empresarial de Donald Trump. "Ele não deve nada a ninguém, exceto a nós, o povo", acrescentou.

Para Sarah Palin, Donald Trump é o único candidato capaz de derrotar os aparelhos políticos.

"Precisamos de alguém novo, que tenha o poder e a capacidade de derrotar o sistema", afirmou.

Os outros candidatos, apoiados pelas elites, "são politicamente corretos com um cinto de explosivos", considerou.

"Estão preparados para ter um chefe de Estado-maior que deixará os nossos combatentes fazerem o seu trabalho e correr com o Estado Islâmico?", lançou ainda Sarah Palin à audiência.

No final do discurso de Palin, Donald Trump afirmou que desde que pensou em lançar-se na corrida presidencial, sempre quis ganhar o seu apoio.

"Ela é uma amiga e uma pessoa de elevada qualidade por quem eu tenho um grande respeito. Tenho orgulho de ter o seu apoio", disse.

Lusa

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11