sicnot

Perfil

Mundo

Transplante de cabeça num macaco abre caminho para cirurgia com humanos

O cientista que quer fazer o primeiro transplante de cabeça num ser humano afirma que foi bem sucedido no procedimento com um macaco.

A imagem divulgada pode chocar as pessoas mais sensíveis. A versão original pode ser vista no final do artigo

A imagem divulgada pode chocar as pessoas mais sensíveis. A versão original pode ser vista no final do artigo

Surgery/Ren/HEAVEN-AHBR

Sergio Canavero planeia colocar uma cabeça humana no corpo de um doador antes do final de 2017, promentendo que esta cirurgia será um tratamento para a paralisia total dos membros.

Após várias experiências com ratos, macacos e cadáveres humanos, anunciou agora ter sido bem sucedido com o transplante num macaco num laboratório na China, com cientistas chineses e sul-coreanos.

"Temos imensos dados para prosseguir", afirmou Sergio Canavero à New Scientist. "É importante que as pessoas deixem de pensar que é impossível. Isto é totalmente possível e estamos a trabalhar para que aconteça".

O trabalho é descrito em sete documentos a serem publicados nas revistas científicas Surgery e CNS Neuroscience & Therapeutics nos próximos meses. A New Scientist ressalva que não teve acesso a estes documentos, pelo que não pode garantir a veracidade das informações. No entanto, a equipa tem vindo a publicar na Internet imagens e vídeos de um macaco com uma cabeça transplantada e ratos que conseguem mover as pernas depois de cortes na medula espinal que foi reparada.

Na experiência com o macaco, realizada na Universidade Harbin Medical na China, os cientistas cortaram a medula espinal e repararam-na. Recorreram a um químico que preserva as membranas das células polyethylene glycol (PEG). O macaco sobreviveu "sem qualquer tipo de lesão neurológica", garante Canavero que explicou ainda que o animal foi abatido 20 horas depois por questões éticas.

No vídeo vê-se um rato a mexer os membros após uma cirurgia à medula espinal. C-Yoon Kim, da Konkuk University School of Medicine na Coreia do Sul, responsável pela experiência com o rato, afirma que a sua equipa conseguiu demonstrar a recuperação da função motora dos quatro membros do animal. "Logo, acredito ser possível voltar a ligar a medula espinal após um corte total".

Canavero diz que o trabalho de C-Yoon Kim mostra que a medula espinal pode ser novamente ligada se for cortada no sítio certo, utilizando o químico PEG.

Estas experiências aparentemente bem sucedidas vêm abrir caminho para a cirurgia com um ser humano. O russo Valery Spiridonov é o primeiro candidato ao transplante de cabeça. Tem 30 anos e sofre de distrofia muscular espinal, uma doença degenerativa de origem genética.

AVISO: a imagem pode chocar as pessoas mais sensíveis:

  • Marco Silva vai treinar o Watford

    Desporto

    O treinador português Marco Silva assinou contrato com o Watford, da Liga Inglesa. O emblema que terminou a última Premier League na 17ª posição, a última antes dos lugares de descida, ganhou assim a corrida ao Crystal Palace e ao FC Porto, que também tentaram contratar o técnico.

  • "A maior conquista foi construir estabilidade"
    2:14

    Economia

    António Costa voltou esta sexta-feira a garantir que a partir de junho nenhum subsídio de desemprego será inferior a 421 euros por mês. O primeiro-ministro falava nas jornadas parlamentares do PS, onde afirmou que a estabilidade é a maior conquista deste Governo.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11
  • Uma foto para a história

    Mundo

    As mulheres dos líderes mundiais que se reúnem nas cimeiras da NATO posam para a fotografia oficial das primeiras-damas. A deste ano é histórica. Pela primeira vez, há um marido de um primeiro-ministro entre as nove mulheres. Trata-se de Gauthier Destenay, casado com o líder do Luxemburgo.