sicnot

Perfil

Mundo

Organizações não-governamentais e ONU apelam para fim da guerra na Síria

Dezenas de organizações não-governamentais e agências da ONU apelaram hoje a todos os cidadãos do mundo para que se "façam ouvir" e exijam o fim do conflito na Síria, onde milhões de pessoas precisam de ajuda.

© Khalil Ashawi / Reuters

"Apelamos não apenas aos governos, mas a cada um de vós, cidadãos de todo o mundo, para que façam ouvir as vossas vozes a fim de deter esta carnificina", refere um comunicado divulgado pela UNICEF (Fundo da ONU para a Infância).

No comunicado, as quase 100 organizações não-governamentais e agências da ONU exortam "todas as partes em conflito a chegarem a um acordo de cessar-fogo e a um caminho para a paz".

"Hoje em dia, cerca de 13,5 milhões de pessoas no interior da Síria precisam de assistência humanitária. Não se trata de uma simples estatística. São 13,5 milhões de seres humanos cujas vidas e futuro estão em perigo", alertam.

As organizações não-governamentais e a ONU exigem também "acesso sem restrições" às organizações para prestar apoio humanitário às pessoas, períodos de cessar-fogo para distribuição de alimentos e de outras ajudas urgentes a civis, o fim dos ataques a infraestruturas civis, incluindo escolas e hospitais, e a liberdade de movimentos para todos os civis".

"Em nome da humanidade a que todos pertencemos, a bem dos três milhões de inocentes que já tanto sofreram e em nome dos milhões de pessoas cujas vidas e futuros estão ameaçados, apelamos a uma ação imediata", insistem.

Lusa

  • Despenalização da eutanásia votada na terça-feira no Parlamento
    2:04
  • Há companhias aéreas a contratar. TAP é uma delas
    1:28

    Economia

    Com o crescimento do turismo, que continua a bater recordes, as companhias aéreas querem profissionais para reforçar as rotas com maior procura e oferecer novos destinos. Só a TAP prevê contratar mais 700 pessoas este ano para várias funções, incluindo 300 tripulantes de cabina e 170 pilotos.

  • Trump remarca encontro com Kim Jong-un no Twitter
    2:33

    Mundo

    A Coreia do Sul e a Coreia do Norte reuniram-se pela segunda vez em menos de um mês. Os Presidentes dos dois países dizem que estão a cooperar para que a cimeira entre Washington e Pyongyang, em Singapura, seja um sucesso. Donald Trump regressou ao Twitter para remarcar a cimeira a 12 de junho.