sicnot

Perfil

Mundo

Organizações não-governamentais e ONU apelam para fim da guerra na Síria

Dezenas de organizações não-governamentais e agências da ONU apelaram hoje a todos os cidadãos do mundo para que se "façam ouvir" e exijam o fim do conflito na Síria, onde milhões de pessoas precisam de ajuda.

© Khalil Ashawi / Reuters

"Apelamos não apenas aos governos, mas a cada um de vós, cidadãos de todo o mundo, para que façam ouvir as vossas vozes a fim de deter esta carnificina", refere um comunicado divulgado pela UNICEF (Fundo da ONU para a Infância).

No comunicado, as quase 100 organizações não-governamentais e agências da ONU exortam "todas as partes em conflito a chegarem a um acordo de cessar-fogo e a um caminho para a paz".

"Hoje em dia, cerca de 13,5 milhões de pessoas no interior da Síria precisam de assistência humanitária. Não se trata de uma simples estatística. São 13,5 milhões de seres humanos cujas vidas e futuro estão em perigo", alertam.

As organizações não-governamentais e a ONU exigem também "acesso sem restrições" às organizações para prestar apoio humanitário às pessoas, períodos de cessar-fogo para distribuição de alimentos e de outras ajudas urgentes a civis, o fim dos ataques a infraestruturas civis, incluindo escolas e hospitais, e a liberdade de movimentos para todos os civis".

"Em nome da humanidade a que todos pertencemos, a bem dos três milhões de inocentes que já tanto sofreram e em nome dos milhões de pessoas cujas vidas e futuros estão ameaçados, apelamos a uma ação imediata", insistem.

Lusa

  • Prisão preventiva para homicida de Barcelos
    1:43

    País

    O alegado homicida de Barcelos vai ficar em prisão preventiva, por quatro crimes de homicídio. Adelino Briote foi ouvido este sábado de manhã no Tribunal de Braga, depois de na sexta-feira ter alegadamente degolado quatro pessoas na freguesia de Tamel, em Barcelos.

  • Morte de portuguesa no Luxemburgo afinal não aconteceu

    País

    A morte de uma portuguesa em Bettembourg, no sul do Luxemburgo, não terá acontecido. O Jornal do Luxemburgo avançou, esta manhã, que a emigrante portuguesa tinha sido baleada mortamente pelo filho, uma informação entretanto desmentida por outro jornal online. Segundo o Bom Dia Luxemburgo, o que aconteceu foi afinal uma rusga policial.

  • Estamos quase na hora de verão

    País

    Esta madrugada muda a hora. Quando for 1h00, os relógios adiantam para as 2h00. Será uma noite com menos tempo de sono, mas os dias vão ficar mais longos com o chamado horário de verão.

  • Hora do Planeta, apagam-se as luzes para despertar consciências
    2:19
  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.