sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos sete mortos em ataque em Mogadíscio

Pelo menos sete pessoas morreram e 21 ficaram feridas no ataque hoje contra um hotel e um restaurante em Mogadíscio, capital da Somália, informaram fontes da polícia.

SAID YUSUF WARSAME

A operação de resgate de vítimas prossegue, apesar das forças especiais somalis já terem retirado a maior parte dos civis que se encontravam naqueles locais, informou o coronel Ali Taagay.

O ataque, perpetrado com uma viatura armadilhada, foi reivindicado pelos rebeldes islamitas 'shebab', com ligações à Al-Qaida.

Os 'shebab', que pretendem derrubar o governo somali apoiado pelas principais potências internacionais, realizam com regularidade ataques na capital.

Na zona onde ocorreu o ataque, à beira-mar, estão localizados vários restaurantes e hotéis frequentados por políticos, membros da diáspora somali e outros dirigentes da administração.

Lusa

  • Passos Coelho pede desculpa aos portugueses
    3:35
  • População afetada pelo fogo tenta repor o que as chamas destruíram
    1:54
  • "Juntos por Todos" hoje no palco em Lisboa
  • Glifosato na lista de produtos cancerígenos na Califórnia

    Mundo

    O estado norte-americano da Califórnia, nos Estados unidos, pode vir a obrigar o fabricante do popular herbicida Roundup a comercializar o produto com um rótulo que informe os consumidores de que o produto é cancerígeno. O glifosato, princípio ativo do herbicida Roundup fabricado pela Monsanto, consta de uma lista que vai ser divulgada na Califórnia, a 7 de julho, de produtos químicos potencialmente cancerígenos.

  • Pyongyang compara Trump a Hitler

    Mundo

    A Coreia do Norte compara o Presidente norte-americano Donald Trump a Adolf Hitler. Pyongyang já acostumou o mundo à sua linguagem "colorida" quando critica os seus inimigos. Mas comparações com o responsável por mais de 60 milhões de mortes são muito raras.

  • Autarca garante que não houve "touros de fogo"

    País

    O presidente da Câmara de Benavente disse esta segunda-feira à Lusa que a atividade "touros de fogo" foi retirada do programa da Festa da Amizade depois de recebido um parecer desfavorável da Direção-Geral de Veterinária.