sicnot

Perfil

Mundo

Quase 1.200 rinocerontes mortos na África do Sul em 2015

A caça furtiva de rinocerontes continua ativa na África do Sul, com quase 1.200 rinocerontes mortos em 2015, indicaram hoje as autoridades sul-africanas.

(Reuters/Arquivo)

(Reuters/Arquivo)

© Mike Hutchings / Reuters

"Até ao final de dezembro de 2015, o número de rinocerontes mortos por caçadores furtivos foi de 1.175", afirmou a ministra dos Assuntos Ambientais da África do Sul, Edna Molewa, em declarações à comunicação social.

Apesar de representar um ligeiro decréscimo face a 2014, em que foram mortos 1.215 rinocerontes, o número ainda elevado de mortes é uma prova que esta atividade continua ativa e a responder à intensa procura de marfim e de corno de rinoceronte em mercados asiáticos ilegais, nomeadamente na China e no Vietname.

Estes produtos são procurados devido às suas alegadas propriedades medicinais. O corno de rinoceronte tem queratina, um dos componentes das unhas humanas, e é vendido em pó para tratamentos de cancro e de outras doenças.

O aumento do preço deste produto e a crise da caça furtiva provocou um debate na África do Sul sobre a eventual legalização da venda, numa tentativa de reprimir os lucros do mercado negro.

Um juiz sul-africano decidiu em novembro de 2015 suspender uma moratória que proibia a comercialização de cornos de rinoceronte, medida que tinha sido estabelecida em 2009.

O governo recorreu desta decisão, mas perdeu a causa numa audiência realizada na quarta-feira.

Alguns especialistas acreditam que o número real de mortes por caça furtiva é muito mais elevado, uma vez que muitas carcaças de animais não são recuperadas.

Na África do Sul devem existir cerca de 20 mil rinocerontes, cerca de 80% da população mundial desta espécie.

Lusa

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.