sicnot

Perfil

Mundo

Tempestade de neve e vento obriga a cancelar cinco mil voos na costa leste dos EUA

As previsões de uma tempestade de neve e vento para a costa leste dos Estados Unidos levou ao cancelamento de 2544 voos que deviam descolar esta sexta-feira e 2565 agendados para sábado, além de outras restrições à circulação.

© Carlos Barria / Reuters

Transportes terrestres como autocarros e metro preparam-se também para o agravamento acentuado do estado do tempo e, ao meio-dia de hoje (17:00), encerraram as instalações do governo federal, tendo as empresas e os organismos de Washington dado aos trabalhadores a opção de trabalhar a partir de casa.

As previsões meteorológicas indicam que o mau tempo na costa leste dos EUA pode deixar até 60 centímetros de neve nas ruas e que o vento pode atingir os 100 quilómetros por hora, tendo sido declarada situação de emergência em seis estados.

Washington DC (Distrito de Columbia), Maryland, Virgínia, Pensilvânia, Carolina do Norte e Tennessee preparam-se para, pelo menos, 36 horas de tempestade de neve, o que colocou em alerta máximo cerca de 29 milhões de pessoas, podendo ser afetadas até 85 milhões.

A presidente da câmara de Washington DC, Muriel Bowser, advertiu hoje que se trata de um temporal "de vida ou de morte" e que as autoridades estão a lidar com uma situação de "segurança nacional", já que o Serviço Nacional de Meteorologia descreveu o caso como "histórico", justificando a tomada de precauções sem precedentes.

O metro de Washington, que serve os estados vizinhos de Maryland e Virgínia, encerra às 23:00 (04:00 de sábado em Lisboa) e assim permanecerá até pelo menos segunda-feira - o que não acontecia desde o furacão Sandy, em outubro de 2012, quando esteve fechado por 36 horas.

A circulação de autocarros será interrompida pelas 15:00 (20:00 em Lisboa), hora a que as autoridades recomendam que todos os cidadãos estejam já no local onde pretendem permanecer até que a tempestade passe e as ruas e estradas voltem a estar transitáveis.

Os estados ameaçados pela tempestade já têm cerca de dois milhões de toneladas de sal a postos para a limpeza de neve nas estradas.

O Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, assinou na quinta-feira a declaração de situação de calamidade no Alabama, devido às tempestades e inundações causadas pelo temporal Golias, que açoitou o sul e o centro do país no final do ano, o que implica o envio de ajuda federal para a recuperação do Alabama e para complementar a assistência já prestada ao estado, aos municípios, às reservas indígenas e a algumas ONG.

A 29 de dezembro, o Presidente dos Estados Unidos assinara uma declaração idêntica para o estado do Oklahoma, a fim de ajudar as pessoas afetadas pelos ventos, tempestades e tornados do Golias.

O mau tempo que se registou entre 23 e 31 de dezembro deixou um rasto de dezenas de mortos e milhares de casas destruídas, levando a que fosse decretada situação de emergência em estados como o Texas, Missouri, Oklahoma, Novo México, Alabama, Mississípi e Geórgia.

Lusa

  • Será este o "momento mais Ronaldo" de sempre?

    Desporto

    Cristiano Ronaldo é protagonista de mais um momento que corre nas redes sociais. Depois de marcar o sexto golo do Real Madrid frente ao Desportivo da Corunha, o jogador português ficou ferido no rosto e foi obrigado a abandonar o campo. Mas antes, mesmo com a cara ensanguentada, pediu um telemóvel com "espelho" para ver a extensão do corte. Há quem brinque com a situação, dizendo que Ronaldo levou a sua obsessão com a sua imagem a um novo nível, mas há também quem desvalorize a situação.

    SIC

  • Democratas aceitam compromisso para acabar com shutdown nos EUA

    Mundo

    Os senadores democratas aceitaram esta segunda-feira um acordo orçamental provisório que vai permitir acabar com a paralisação parcial do Governo federal dos Estados Unidos, situação conhecida como shutdown, anunciou o líder da minoria democrata no Senado, Chuck Schumer.

  • O jogador de futebol que se tornou Presidente de um país

    Mundo

    George Weah tomou posse esta segunda-feira como Presidente da Libéria. Foi a segunda vez que o antigo futebolista concorreu ao cargo, depois de em 2005 ser derrotado pela candidata Ellen Johnson-Sirleaf. Foi o primeiro e único futebolista africano a receber uma Bola de Ouro. A história de George Weah também passou por Portugal, onde ficou conhecido pela agressão ao ex-jogador do FC Porto, Jorge Costa, em 1996.

    Ana Rute Carvalho

  • Refeição de 1.100 euros em Veneza

    Mundo

    O centro de Veneza oferece os mais variados restaurantes. Com menu obrigatório, sem menu, com taxas, sem taxas, sentando ou em pé. Depois há aqueles restaurantes que cobram 1.100 euros por cinco pratos acompanhados por água. O caso aconteceu com quatro turistas japoneses, que depois de pagarem a conta, apresentaram queixa às autoridades. O presidente da Câmara da cidade italiana já disse que ia investigar a situação e, caso se confirmasse, prometeu que iria castigar os responsáveis.

    SIC