sicnot

Perfil

Mundo

Sobe para 18 mortos o número de vítimas da tempestade de neve nos EUA

Uma tempestade com ventos fortes e queda recorde de neve paralisou este sábado dez estados da costa leste dos EUA e já causou pelo menos 18 mortos, dezenas de feridos, e deixou centenas de pessoas imobilizadas nas estradas durante horas.

© Kevin Lamarque / Reuters

A tempestade surpreendeu a cidade de Nova Iorque, que cortou o trânsito até ao início de domingo.

A cidade mais habitada do país suspendeu o metro exterior, a ilha de Manhattan fechou os túneis e pontes que a ligam, e ficou sem um dos seus ícones: todos os espetáculos foram cancelados na Broadway, a grande avenida dos teatros.

A capital norte-americana, Washington DC, está desde o meio-dia de sexta-feira em alerta máximo e no sábado sofreu a pior fase da tempestade, com fortes ventos, quase visibilidade nula, grandes acumulações de neve e temperaturas gélidas, com descidas para menos 20.ºC.

O metro de Washington, que serve os vizinhos estados da Virgínia e do Maryland, vai estar encerrado pelo menos até segunda-feira e a presidente da Câmara, Muriel Bowser, pediu hoje aos habitantes que fiquem em casa e deixem trabalhar os limpa-neves.

A capital, com 43 centímetros de neve registados no aeroporto Ronald Reagan e 71 no de Dulles, vive o seu pior nevão em 94 anos, desde o recorde de 71 centímetros alcançado em 1922.

A tempestade afetou gravemente o tráfego aéreo, com mais de 12.000 voos cancelados e a previsão de que os mesmos não voltem a ser reprogramados até segunda-feira em vários aeroportos principais.

Lusa

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • Martin Schulz ataca Merkel a três meses das legislativas

    Mundo

    O social-democrata alemão Martin Schulz passou este domingo à ofensiva, a três meses das eleições legislativas, ao acusar Angela Merkel de "arrogância" e de sabotar a "democracia", quando as sondagens apontam para uma larga vantagem da chanceler da Alemanha.

  • Martha, a cadela mais feia do mundo
    0:42

    Mundo

    A cadela Martha, de raça mastim napolitano ficou em primeiro lugar na edição anual do concurso que elege os cães mais feios do mundo. A cadela tem três anos, pesa 57 quilos e foi resgatada pela dona quando estava praticamente cega. Acabou por recuperar a visão depois de várias operações. Martha e a dona receberam um prémio de 1.500 dólares e uma viagem a Nova Iorque para marcarem presença em programas de televisão.