sicnot

Perfil

Mundo

Sobe para 18 mortos o número de vítimas da tempestade de neve nos EUA

Uma tempestade com ventos fortes e queda recorde de neve paralisou este sábado dez estados da costa leste dos EUA e já causou pelo menos 18 mortos, dezenas de feridos, e deixou centenas de pessoas imobilizadas nas estradas durante horas.

© Kevin Lamarque / Reuters

A tempestade surpreendeu a cidade de Nova Iorque, que cortou o trânsito até ao início de domingo.

A cidade mais habitada do país suspendeu o metro exterior, a ilha de Manhattan fechou os túneis e pontes que a ligam, e ficou sem um dos seus ícones: todos os espetáculos foram cancelados na Broadway, a grande avenida dos teatros.

A capital norte-americana, Washington DC, está desde o meio-dia de sexta-feira em alerta máximo e no sábado sofreu a pior fase da tempestade, com fortes ventos, quase visibilidade nula, grandes acumulações de neve e temperaturas gélidas, com descidas para menos 20.ºC.

O metro de Washington, que serve os vizinhos estados da Virgínia e do Maryland, vai estar encerrado pelo menos até segunda-feira e a presidente da Câmara, Muriel Bowser, pediu hoje aos habitantes que fiquem em casa e deixem trabalhar os limpa-neves.

A capital, com 43 centímetros de neve registados no aeroporto Ronald Reagan e 71 no de Dulles, vive o seu pior nevão em 94 anos, desde o recorde de 71 centímetros alcançado em 1922.

A tempestade afetou gravemente o tráfego aéreo, com mais de 12.000 voos cancelados e a previsão de que os mesmos não voltem a ser reprogramados até segunda-feira em vários aeroportos principais.

Lusa

  • Dia de homenagens e muito futebol para Marcelo em São Tomé
    3:01

    País

    No segundo dia da visita de Estado a São Tomé e Príncipe, o Presidente da República prestou homenagem às vítimas do massacre de Batepá, em 1953. Marcelo Rebelo de Sousa não pediu desculpa pela história, mas lembrou que é preciso assumir as coisas menos boas do passado. O dia terminou com o Presidente a mostrar que ainda está em forma.

    Enviados SIC

  • Patinadora enfrenta "pesadelo" nos Olímpicos

    Desporto

    A patinadora Gabriella Papadakis enfrentou na segunda-feira um dos "piores pesadelos" da sua vida, durante a estreia nos Jogos Olímpicos de Inverno, em Pyeongchang, na Coreia do Sul. Durante a apresentação, a parte de cima do vestido da francesa saiu do lugar e revelou parte do seu seio. Mas este não foi o único caso de incidentes com figurinos. Também a sul-coreana Yura Min quase ficou despida durante a sua apresentação.

    SIC

  • Casal mantinha filhos trancados sem comida

    Mundo

    Se pensava que só existia uma casa dos horrores, a da família Turpin, desengane-se. A polícia de Tucson, no estado norte-americano do Arizona, deteve na terça-feira um casal que mantinha os quatro filhos adotivos trancados em quartos separados.

    SIC

  • Pigcasso, a porca pintora que tem uma galeria de arte

    Mundo

    O nome sugere o talento da artista que vive na Cidade do Cabo, na África do Sul. Pigcasso estava prestes a morrer, quando foi resgatada por uma ativista que a ajudou a enveredar pelo caminho da pintura. Desde pequena começou a pegar em pincéis e agora é o primeiro animal do mundo com uma galeria de arte, onde já lançou a sua primeira exposição intitulada 'Oink!'.