sicnot

Perfil

Mundo

Banksy denuncia uso de gás lacrimogéneo contra refugiados em Calais

Um novo mural de Bansky, pintado numa parede em frente à embaixada francesa em Londres, acusa a polícia francesa de utilizar gás lacrimogéneo contra os refugiados no campo de Calais.

O mural de Bansky numa parede em frente à embaixada francesa em Londres.

O mural de Bansky numa parede em frente à embaixada francesa em Londres.

banksy.co.uk/

Inspirado pela imagem do musical "Os Miseráveis", o mural representa uma das personagens com os olhos marejados de lágrimas. Uma lata de gás lacrimogéneo está desenhada aos seus pés. Num dos cantos da parede há um QR Code através do qual se acedem a vídeo que mostra a polícia a usar o gás e balas de borracha contra os refugiados em Calais, segundo a BBC.

Cerca de 4.000 migrantes, vindos maioritariamente de África, do Médio Oriente e do Afeganistão, vivem na chamada "selva" de Calais, considerada como o maior bairro de lata de França, na esperança de alcançar o Reino Unido, que consideram como um "eldorado".

A 11 de janeiro foi inaugurado no local um centro de acolhimento, composto por 125 contentores climatizados, para acolher até 1.500 migrantes.

  • "O polvo está perfeitamente à rasca"
    1:45
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    As denúncias do Benfica estiveram em análise ontem no programa O Dia Seguinte da SIC Notícias. Rui Gomes da Silva considera graves algumas das acusações feitas pelos encarnados. Já Paulo Andrade e José Guilherme Aguiar consideram que tudo não passa de uma manobra de diversão do Benfica.

  • Assédio, até onde vai a tolerância?
    35:26