sicnot

Perfil

Mundo

ONU garante que negociações de paz na Síria começam sexta-feira

As negociações de paz entre a oposição síria e o regime de Damasco começarão na sexta-feira e durarão seis meses, informou hoje o emissário especial das Nações Unidas para a Síria, Staffan de Mistura.

Reuters

Reuters

© Ammar Abdullah / Reuters

Inicialmente previstas para começarem hoje em Genebra, as negociações foram adiadas devido a "um bloqueio" sobre a composição das delegações, explicou Staffan de Mistura numa conferência de imprensa, adiantando que os convites serão enviados na terça-feira.

"O mandato que o Conselho de Segurança me deu é ser o mais inclusivo possível e vou sê-lo", disse numa referência aos critérios para convidar os participantes.

Indicou esperar que ao receber os convites todos sintam "a seriedade e a urgência" de participar nas negociações.

De Mistura referiu que ainda que o plano seja o processo decorrer durante meio ano, a primeira parte das negociações deverá durar duas a três semanas após o que poderá haver uma suspensão para os participantes consultarem as respetivas bases.

Em relação ao formato, o emissário da ONU considerou que as consultas devem ser "tão flexíveis e criativas quanto possível".

A prioridade é conseguir "um cessar-fogo, uma suspensão das hostilidades, uma pausa nos combates, depende de como for acordado", disse ainda, adiantando que a luta contra os grupos considerados terroristas Frente al-Nosra e Estado Islâmico não se incluirá no eventual cessar-fogo.

De Mistura insistiu que um cessar-fogo é essencial para que a ajuda humanitária possa chegar a quem precisa.

Conseguido o cessar-fogo, as negociações podem dedicar-se aos temas de como se governa o país, da reforma da Constituição e da realização de eleições.

O enviado das Nações Unidas defendeu ainda uma participação ativa de grupos de mulheres e de representantes da sociedade civil que, na sua opinião, estiveram pouco representados nos processos anteriores.

A guerra civil na Síria, que começou em março de 2011 e já fez mais de 260.000 mortos e milhões de deslocados, já originou duas séries de negociações em Genebra, denominadas Genebra 1 e Genebra 2, que não obtiveram resultados.

Lusa

  • "Mais quanto tempo para acabar com o sofrimento?"
    1:15

    Mundo

    Mais de 120 organizações humanitárias juntaram-se à ONU e à Unicef num apelo conjunto para pôr fim à guerra na Síria. São quase 5 anos de conflito armado que matou mais de 250 mil pessoas e provocou milhões de desalojados, para além da instabilidade que provoca no Médio Oriente e no resto do mundo, com a maior vaga de migração desde a Segunda Guerra Mundial. "Mais quanto tempo para acabar com o sofrimento?" é a frase com que termina este bloco de imagens impressionantes que em 60 segundos resumem 5 anos de guerra.

  • Negociações para a paz na Síria poderão ser retomadas na 2ª feira
    2:05

    Mundo

    As negociações para a paz na Síria poderão ser retomadas já na próxima segunda-feira, com a presença em Genebra do presidente Bashar al Assad. Enquanto vários países tentam encontrar uma solução diplomática, as organizações não-governamentais apelam ao envolvimento de todos os que querem um desfecho rápido para um conflito a entrar no sexto ano. Mais de 120 ONG juntaram-se à ONU e à UNICEF num forte apelo ao fim do conflito armado.

  • Pelo menos 29 mortos em bombardeamentos na Síria

    Mundo

    Pelo menos 29 pessoas morreram hoje, entre as quais sete menores, e dezenas ficaram feridas por bombardeamentos de aviões de guerra na periferia da cidade síria de Deir al Zur, onde o grupo terrorista Estado Islâmico lançou uma ofensiva.

  • PS e BE não propõem alívio da dívida à UE
    1:55

    Economia

    O PS e o Bloco de Esquerda querem mais 45 anos para pagar as dívidas à União europeia e juros mais baixos. As medidas fazem parte da proposta dos partidos para a redução da dívida pública. No relatório que será enviado ao Governo, não é pedido qualquer perdão de dívida, ao contrário do que os partidos mais à esquerda chegaram a defender.

  • Antigos ministros de Governos de Sócrates ouvidos pelo MP
    1:54

    Operação Marquês

    Quatro antigos ministros de Governos de José Sócrates foram ouvidos recentemente pelo Ministério Público (MP), no âmbito da Operação Marquês. Mário Lino, António Mendonça, Teixeira dos Santos e Luís Campos e Cunha foram ouvidos como testemunhas. Os investigadores chamaram os antigos governantes para esclarecer decisões relacionadas com a PT.

    Notícia SIC

  • Suspeito de atropelamento mortal diz que foi mero acidente 
    2:00
  • Confrontos na primeira greve geral no Brasil em 21 anos
    1:34
  • "Está na altura de pressionarmos a Coreia do Norte"
    0:45

    Mundo

    O secretário de estado norte-americano, Rex Tillerson, afirmou esta sexta-feira na ONU que a ameaça da Coreia do Norte é real e pediu que o conselho de segurança da ONU tome medidas antes que seja o regime de pyongyang a fazê-lo.

  • Menina que nasceu com três pernas já corre após a cirurgia

    Mundo

    Uma criança do Bangladesh que cresceu com três pernas vai regressar a casa, depois de uma viagem até à Austrália, onde foi operada para retirar o membro a mais. Como resultado de um gémeo que não se formou por completo, a criança de três anos nasceu com uma terceira perna na pélvis. Alguns meses após a cirurgia, feita em novembro, a menina já corre.