sicnot

Perfil

Mundo

Putin compara comunismo e socialismo com a Bíblia

O Presidente russo, Vladimir Putin, confessou hoje que aprecia em simultâneo as ideologias comunista e socialista, comparando-as aos ensinamentos da Bíblia pelos seus ideais humanistas.

SERGEI ILNITSKY

"Gostava muito e continuo a gostar das ideias comunistas e socialistas. Se olharmos para o manual 'construtor do comunismo' que se publicou profusamente na União Soviética, recorda muito a Bíblia. Não é uma brincadeira, na verdade é um extrato da Bíblia", disse Putin, citado por media locais.

No decurso de um encontro da Frente Popular da Rússia, a sua plataforma eleitoral, Putin recordou que o citado manual incluía muitas ideias acertadas, como a igualdade, irmandade e felicidade.

"Mas a aplicação prática dessas ideias maravilhosas no nosso país esteve longe do que expunham os socialistas utópicos. O nosso país não se pareceu com a Cidade do Sol", declarou o líder do Kremlin em Stavropol, sul da Rússia.

Putin sublinhou que os czares foram acusados pela generalidade do mundo de repressão, mas disse que a construção do Estado soviético começou de forma semelhante, com repressões em massa.

Putin revelou ainda que "ao contrário de muitos funcionários, e eu não fui funcionário na perspetiva do partido, já que fui um membro comum, não me desfiz do cartão [de militante] do partido. Não o queimei".

"O Partido Comunista da União Soviética [PCUS] dissolveu-se. O meu cartão anda por algum lado. Não fui membro do partido por obrigação. Não posso dizer que fosse um comunista ideológico, mas o comunismo impunha-me muito", revelou.

Putin também criticou o líder da revolução bolchevique, Vladimir Ilich Ulianov "Lenine", por colocar em risco a estabilidade do Estado ao colocar no mesmo plano jurídico todas as repúblicas soviéticas, desde a Rússia à Ucrânia, e que qualificou de "bomba relógio".

O chefe do Kremlin, antigo funcionário do KGB, recordou que Estaline propôs conceder a cada entidade federada ampla autonomia, mas sem o direito de abandonarem a União, mas Lenine tinha uma opinião diferente, e que na opinião de Putin conduziu posteriormente à desintegração da URSS.

Lusa

  • Guterres condena onda de violência em Myanmar
    0:43

    Mundo

    António Guterres condenou a onda de violência e discriminação contra os rohingya em Myanmar, na abertura da assembleia-geral das Nações Unidas. O secretário-geral da ONU pediu ainda às autoridades do país para acabarem com as operações militares e protegerem a comunidade ameaçada.

  • Furacão Maria deixa rasto de destruição na ilha Dominica
    1:52
  • Peritos mundiais debatem doenças neurodegenerativas em Lisboa
    3:04
  • "O Benfica é atacado e não há ninguém que fale e que dê a cara?"
    6:05
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    Depois do artigo publicado no blog "Geração Benfica", Rui Gomes da Silva reiterou esta segunda-feira, em O Dia Seguinte da SIC Notícias, algumas das críticas à estrutura do clube. O antigo vice-presidente do Benfica defendeu Luís Filipe Vieira, Rui Vitória e Nuno Gomes. E acusou novamente Rui Costa de passividade e os vice-presidentes de não darem a cara. 

  • Governo aconselha pais a fazerem queixa de manuais em mau estado
    2:31
  • Acha que este padre sabe dançar?
    2:22