sicnot

Perfil

Mundo

Vaga de frio faz mais de 80 mortos em Taiwan

Uma vaga de frio em Taiwan causou já a morte de mais de 85 pessoas na ilha, a maioria com mais de 65 anos e devido a problemas cardíacos e respiratórios desencadeados pelas baixas temperaturas, segundo dados dos bombeiros.

Taipé, Taiwan/Arquivo

Taipé, Taiwan/Arquivo

© Reuters Photographer / Reuter

A ilha, com temperaturas que nesta época do ano rondam habitualmente os 20 graus, foi atingida por uma rara vaga de frio que levou os termómetros a cair abaixo de zero, algo a que os taiwaneses não estão habituados.

Só na cidade de Taoyuan, no norte, junto ao aeroporto da capital, Taipé, morreram 35 pessoas por complicações relacionadas com o frio, como hipotermia e problemas de coração, devido à descida repentina das temperaturas.

Até na cidade de Kaohsiung, no sul, e de clima semi-tropical, se registaram temperaturas próximas dos cinco graus, que levaram à morte de 16 pessoas, com paragens cardíacas.

Nas cidades contíguas de Taipé e Nova Taipé morreram, pelo menos, 31 pessoas, com as temperaturas a baixar para os zero graus.

Espera-se que a onda de frio passe na quarta-feira e que as temperaturas voltem a chegar aos 20 graus.

  • A Verdade sobre a Mentira
    35:13
  • Elemento dos Super Dragões com medida de coação mais gravosa
    1:37

    Desporto

    Os seis arguidos da Operação Jogo Duplo, que investiga crimes de corrupção e viciação de resultados na II Liga de futebol, saíram em liberdade. A medida de coação mais gravosa é para um membro da claque Super Dragões, que terá de pagar uma caução de 5 mil euros.

  • "A Venezuela sofreu um Madurazo"
    0:32
  • "Leiam os meus lábios. Não!"
    0:12

    Mundo

    Vladimir Putin participou esta quinta-feira numa conferência, no Ártico. Questionado sobre se a Rússia tinha interferido nas últimas eleições dos Estados Unidos da América, o Presidente voltou a negar qualquer interferência, com uma frase que pensava pertencer a Ronald Reagan, mas que na verdade foi proferida por George Bush.

  • A provocação de Juncker a Trump
    0:40

    Mundo

    Jean-Claude Juncker lançou esta quinta-feira uma provocação a Donald Trump. No último dia do congresso do PPE, o presidente da Comissão Europeia disse que, se Trump incentivar outros países a sair da União Europeia, ele próprio vai apoiar a independência do Ohio e do Texas