sicnot

Perfil

Mundo

Crianças trocam TV por tablets no Reino Unido

As crianças inglesas passam mais tempo online e nas redes sociais do que a ver televisão, de acordo com uma investigação.

Reuters

Em média, cada criança e/ou adolescente está cerca de três horas diárias online, a jogar ou a socializar, e 2,1 horas a ver televisão.

"É uma mudança marcante", afirma a empresa Clockwise, responsável pela investigação.

De entre os que vêem televisão, o Netflix marca as preferências, em relação aos canais de tv convencionais.

Entre os mais novos, cresceu também de forma significativa o acesso aos tablets - cerca de 67% das crianças tem um, com o iPad a liderar a lista.

Quando estão online, vêem sobretudo vídeos, ouvem música, jogam e pesquisam informação para os trabalhos de casa. Os mais velhos usam os tablets para socializar online.

Na Internet, o You Tube é o destino mais procurado, sobretudo para conteúdos engraçados.

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.