sicnot

Perfil

Mundo

Tribunal sérvio volta a negar aos herdeiros de Tito devolução de bens

Um tribunal sérvio voltou a negar aos herdeiros do falecido presidente da Jugoslávia, Josip Broz Tito, a entrega de bens que reclamam como privados mas que a justiça considera implicitamente como sendo património do Estado.

© Danilo Krstanovic / Reuters

"Eles [o tribunal] consideram esses bens como estatais e para nós isso é algo de inaceitável", disse à agência noticiosa Efe a advogada da família Gordana Spasojevic, que anunciou ter recorrido da sentença.

Esta nova decisão judicial, divulgada recentemente, é a quinta com parecer negativo deste 2002, quando os familiares de Tito anunciaram a pretensão de receber esse património.

Segundo Spasojevic, os herdeiros do marechal Tito, falecido em 1980, apenas obtiveram uma modesta parte da herança na sequência de um processo em 1983.

"Agora querem fechar-nos a porta para o restante. O que realmente tem valor não pretendem devolver", declarou a advogada.

Os requerentes são um filho de Tito e quatro netos por parte de outro filho, já falecido, e ainda duas irmãs da sua viúva, Jovanka Broz, que faleceu em 2013.

A advogada não precisou que género de bens estão a ser reclamados, por serem considerados "segredo de Estado", mas diversos media sérvios asseguraram tratar-se de presentes recebidos por Tito, incluindo obras de arte, joias e mobiliário.

Líder dos 'partisans' antifascistas jugoslavos no decurso da Segunda Guerra Mundial, Tito governou a federação socialista jugoslava desde 1945 até à sua morte aos 87 anos, em maio de 1980.

Lusa

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Desporto

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Desporto

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.

  • Mais cinco ilhas dos Açores sob aviso vermelho

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) elevou esta quarta-feira para vermelho o aviso para as cinco ilhas do grupo central dos Açores, onde no Faial o vento atingiu os 150 quilómetros por hora.

  • Votações sobre o mapa judiciário geram tensão no Parlamento
    2:01

    País

    O momento das votações no Parlamento ficou marcado por alguma tensão. Depois de aprovadas, em comissão, as alterações ao mapa judiciário, o PSD opôs-se a que o diploma fosse votado em plenário, uma vez que não fazia parte da versão inicial do guião de votações. A esquerda acusou os sociais-democratas de terem motivações estritamente políticas e não regimentais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.