sicnot

Perfil

Mundo

Tribunal sérvio volta a negar aos herdeiros de Tito devolução de bens

Um tribunal sérvio voltou a negar aos herdeiros do falecido presidente da Jugoslávia, Josip Broz Tito, a entrega de bens que reclamam como privados mas que a justiça considera implicitamente como sendo património do Estado.

© Danilo Krstanovic / Reuters

"Eles [o tribunal] consideram esses bens como estatais e para nós isso é algo de inaceitável", disse à agência noticiosa Efe a advogada da família Gordana Spasojevic, que anunciou ter recorrido da sentença.

Esta nova decisão judicial, divulgada recentemente, é a quinta com parecer negativo deste 2002, quando os familiares de Tito anunciaram a pretensão de receber esse património.

Segundo Spasojevic, os herdeiros do marechal Tito, falecido em 1980, apenas obtiveram uma modesta parte da herança na sequência de um processo em 1983.

"Agora querem fechar-nos a porta para o restante. O que realmente tem valor não pretendem devolver", declarou a advogada.

Os requerentes são um filho de Tito e quatro netos por parte de outro filho, já falecido, e ainda duas irmãs da sua viúva, Jovanka Broz, que faleceu em 2013.

A advogada não precisou que género de bens estão a ser reclamados, por serem considerados "segredo de Estado", mas diversos media sérvios asseguraram tratar-se de presentes recebidos por Tito, incluindo obras de arte, joias e mobiliário.

Líder dos 'partisans' antifascistas jugoslavos no decurso da Segunda Guerra Mundial, Tito governou a federação socialista jugoslava desde 1945 até à sua morte aos 87 anos, em maio de 1980.

Lusa

  • Dois jovens atropelados mortalmente no concelho de Montemor-o-Velho
    2:20
  • Presidente de "O Sonho" suspeito de peculato e fraude
    2:26

    País

    O presidente das três instituições de solidariedade social de Setúbal - incluindo "O Sonho" -, que na sexta-feira foram alvo de buscas, foi constituído arguido. Florival Cardoso é, por enquanto, o único suspeito de peculato e fraude na obtenção de subsídios para as instituições.

  • Manifestação contra mina de urânio junta milhares em Salamanca
    1:39
  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de armas da PSP, três recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avançou este sábado que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • Cessar-fogo de 30 dias na Síria
    2:07