sicnot

Perfil

Mundo

Vírus Zika ameaça Carnaval no Brasil

Vírus Zika ameaça Carnaval no Brasil

A Organização Mundial de Saúde lançou um alerta para o risco do vírus Zika se espalhar pelo continente americano. No Brasil, por seu lado, as autoridades estão preocupadas com o impacto que a infeção pode ter na época de Carnaval que se aproxima.

Entretanto, o Brasil mobilizou mais de 200 mil tropas para os esforços de erradicação "porta a porta" dos mosquitos que transportam o vírus Zika, responsável por causar malformações em fetos, avança a imprensa local.

Os soldados vão deslocar-se às casas de brasileiros em todo o país, distribuindo panfletos e oferecendo conselhos, disse o ministro da Saúde, Marcelo Castro, citado pelo jornal O Globo.

Segundo Castro, o Governo, sob grande pressão para lidar com a crise do vírus Zika, vai também disponibilizar repelente a pelo menos 400 mil grávidas que recebem apoios sociais.

Suspeita-se que o virus Zika cause graves deficiências congénitas em recém-nascidos, incluindo microcefalia, em que os filhos de mulheres infetadas durante a gravidez nascem com cabeças demasiado pequenas.

Um pico de casos na América Latina, particularmente no Brasil, já levou os Estados Unidos e outros países a desaconselharem as grávidas a viajarem para a região, uma recomendação que pode ser lesiva ao Brasil, que se prepara para receber os Jogos Olímpicos em agosto.

O vírus Zika não é transmitido entre humanos e a maioria dos que são infetados recupera dos sintomas, semelhantes aos da gripe, em cerca de uma semana.

O risco é, no entanto, elevado para grávidas e para os seus fetos -- o quadro é agravado pela extrema dificuldade de evitar o contacto com mosquitos em países tropicais.

O Brasil já registou 3.893 casos de microcefalia desde outubro passado. Antes deste surto, a média anual no país era de 160 casos.

Com Lusa

  • "Hoje vi chover lume"
    3:57
  • A Minha Outra Pátria
    29:53
  • Milhares de clientes da CGD vão pagar quase 5€/ mês por comissões de conta
    1:24

    Economia

    Milhares de clientes da Caixa Geral de Depósitos (CGD), que até aqui estavam isentos de qualquer pagamento, vão começar a pagar quase 5 euros por mês por comissões de conta. A medida abrange também reformados e pensionistas e entra em vigor já em setembro. Ainda assim, os clientes com mais de 65 anos e uma pensão inferior a 835 euros por mês continuam isentos.

  • O apelo da adolescente arrependida de ir lutar pelo Daesh

    Daesh

    Uma adolescente alemã que desapareceu da casa dos pais, no estado da Saxónia, esteve entre os vários militantes do Daesh detidos este fim de semana na cidade iraquiana de Mossul. Arrependida do rumo que deu à sua vida, deixou um apelo emocionado em que expressa, repetidamente, a vontade de "fugir" e voltar para casa.

    SIC