sicnot

Perfil

Mundo

Julgamento de ativistas angolanos novamente suspenso por falta de testemunhas

tribunal de Luanda decidiu hoje suspender até 08 de fevereiro o julgamento dos 17 ativistas angolanos acusados de prepararem uma rebelião, depois de os 50 membros indicados para um alegado governo de salvação nacional terem faltado novamente.

(Arquivo/Lusa)

(Arquivo/Lusa)

PAULO JULIÃO/LUSA

A informação foi prestada à saída do tribunal pela defesa dos ativistas, acrescentando que o tribunal vai notificar novamente estas testemunhas, processo que se arrasta sem sucesso há mais de um mês.

O julgamento - em que 15 dos ativistas passaram a dezembro a prisão domiciliaria - tinha já sido suspenso a 12 de janeiro, pela falta de comparência destas testemunhas, para o tribunal de Luanda proceder a nova notificação destes declarantes, nesse período de duas semanas, mas voltou a ser suspenso a 25 de janeiro.

Agora, segundo Luís Nascimento, advogado de defesa de dez dos 17 réus, o tribunal agendou novo conjunto de audiências para o período entre 08 e 12 de fevereiro.

"Não dá para compreender a razão deste impasse. É estranho que mais de um mês depois [do anúncio da notificação pelo tribunal] estejamos a viver este tipo de situação e que os nossos constituintes, privados da liberdade, sejam colocados nesta situação de vai e vem inutilmente", criticou u o advogado.

Com alguns elementos a ouvir pelo tribunal espalhados pelo país e até fora de Angola, e sem uma rede eficaz de correios, Luís Nascimento defende a notificação para prestar declarações recorrendo à publicação do nome dos elementos a ouvir em julgamento no diário estatal Jornal de Angola, para acelerar o processo.

Nenhum elemento do alegado governo de salvação nacional, apresentado como prova no processo contra os 17 réus e que circulou nas redes sociais, voltou hoje a comparecer em tribunal, pelo que em cerca de 50 arrolados apenas um foi ouvido até agora.

Esta lista foi elaborada pelo jurista angolano Albano Pedro, que não está acusado neste processo, sendo composta por pessoas que supostamente iriam substituir o Governo legitimamente eleito, motivo pelo qual - tendo em conta a ausência dos restantes e para não atrasar o processo - a defesa apresentou um requerimento para que as audições fossem substituídas apenas pela auscultação do autor da mesma.

"Há mecanismos na lei [para ouvir as testemunhas]. Nem que os tenham que trazer sob coação", afirmou o juiz da causa, Januário Domingos, da 14.ª Secção do Tribunal Provincial de Luanda, em Benfica, arredores de Luanda, na terça-feira.

"Nós apresentamos provas que o tal governo de salvação nacional é uma brincadeira criada pelo jurista Albano Pedro e que as pessoas indicadas só tiveram conhecimento pelas redes sociais", apontou hoje o advogado Luís Nascimento, insistindo na dispensa destas testemunhas.

A lista propunha para Presidente da República José Julino Kalupeteka, o líder da seita religiosa "A Luz do Mundo", que está a ser julgado no Huambo por confrontos mortais entre membros daquela igreja e polícias e que ainda não foi notificado.

Os 17 ativistas - entre os quais duas jovens que aguardam em liberdade e os 15 que estiveram em prisão preventiva entre junho e dezembro - estão acusados, em coautoria, de atos preparatórios para uma rebelião e um atentado contra o Presidente angolano, entre outros crimes menores, incorrendo numa pena de três anos de cadeia.

  • Fuga de ácido em camião corta EN1 em Gaia

    País

    Uma fuga de gás clorídrico do contentor de um camião que circulava na zona de Pedroso em Vila Nova de Gaia obrigou ao corte do trânsito na EN 1, no sentido Norte/Sul.

    Em desenvolvimento

  • Polémica sobre offshore intensifica guerra de palavras entre PSD e Governo
    2:39
  • DGO divulga hoje execução orçamental de janeiro

    Economia

    A Direção-Geral do Orçamento (DGO) divulga hoje a síntese de execução orçamental em contas públicas de janeiro, sendo que o Governo estima reduzir o défice para 1,6% do Produto Interno Bruto (PIB) em contabilidade nacional em 2017.

  • Paulo Fonseca e Paulo Sousa fora da Liga Europa

    Liga Europa

    A segunda mão dos 16 avos-de-final da Liga Europa ficou marcada pelas eliminações de duas equipas treinadas por portugueses: a Fiorentina de Paulo Sousa e o Shakhtar Donetsk de Paulo Fonseca. Paulo Bento, no Olympiacos, e José Mourinho, no Manchester United, são os únicos técnicos lusos ainda em competição. Noutros jogos, destaque para os afastamentos do Tottenham e do Zenit. Veja aqui os resumos de todos os encontros desta noite europeia. O sorteio dos oitavos-de-final está agendado para esta sexta-feira, às 12h00, hora de Lisboa.

  • "Não preciso de ajustar contas com ninguém"
    0:49

    País

    O ex-Presidente da República insiste que José Sócrates foi desleal durante as negociações do Orçamento do Estado para 2011. Numa entrevista dada à RTP1, Cavaco Silva esclareceu ainda que não escreveu o livro de memórias para ajustar contas com o ex-primeiro-ministro.

  • Sócrates em processo judicial surpreende Cavaco
    0:18

    País

    Cavaco Silva afirmou ter ficado surpreendido com o envolvimento de José Sócrates num processo judicial. Em entrevista à RTP1 o ex-Presidente da República diz que nunca se apercebeu de qualquer "atuação legalmente menos correta" da parte de Sócrates.

  • PSD questiona funcionamento da Assembleia da República
    2:39

    Caso CGD

    O PSD e o CDS vão entregar esta sexta-feira no Parlamento o pedido para criar uma nova Comissão de Inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos. Os dois partidos reuniram-se esta quarta-feira para fechar o texto do requerimento. Durante o dia, o PSD considerou que o normal funcionamento da Assembleia da República está em causa, o que levou Ferro Rodrigues a defender-se e a garantir que está a ser imparcial.

  • Marcelo rejeita discussões menores na banca
    0:32

    Economia

    O Presidente da República avisa que não se devem introduzir querelas táticas e menores no sistema financeiro. Num encontro que reuniu publicamente Marcelo e Centeno, o Presidente diz que é preciso defender o interesse nacional.

  • Três dos planetas encontrados podem conter água e vida
    3:28
  • Túnel descoberto em cadeia brasileira tinha ligação a uma habitação
    0:44

    Mundo

    A polícia brasileira descobriu um túnel que ligava a cadeia de Porto Alegre a uma casa e serviria para libertar prisioneiros do estabelecimento. As autoridades detiveram sete homens e uma mulher no local. A construção permitiria uma fuga massiva que poderia chegar aos 200 mil fugitivos e estima-se que terá custado mais de 300 mil euros. A polícia do Rio Grande do Sul acredita, assim, ter impedido aquela que seria a maior fuga de prisioneiros de sempre no Estado brasileiro.