sicnot

Perfil

Mundo

António Guterres vai ser homenageado por Universidade do Canadá

O ex-primeiro-ministro português António Guterres vai ser homenageado na sexta-feira pela Universidade de Carleton, em Otava, no Canadá, pelo seu papel na "proteção dos refugiados", anunciou hoje a instituição.

António Guterres

António Guterres

© Denis Balibouse / Reuters

"A Universidade de Carleton vai atribuir, no dia 29 de janeiro um grau honorário a António Guterres, que foi durante uma década alto comissário das Nações Unidas para os Refugiados", refere a instituição, num comunicado enviado à agência Lusa.

Segundo a mesma nota, será atribuído ao ex-primeiro-ministro o grau "Doutor Honoris Causa" num "reconhecimento à sua liderança na proteção dos refugiados em termos globais".

A cerimónia tem lugar pelas 15:00 locais (20:00 em Lisboa) de sexta-feira, na Senate Chamber da Universidade de Carleton, em Otava.

Antes, pelas 9:15 (14:15 de Lisboa), António Guterres vai participar no "Fórum Otava 2016", num painel com o tema "Pessoas Deslocadas e o seu Efeito na Estabilidade Global", uma iniciativa do Centro de Estudos Internacionais da Universidade de Otava e da organização não governamental Canadá 2020.

A assembleia-geral das Nações Unidas elegeu António Guterres, em maio de 2015, como alto comissário para os Refugiados, liderando uma das maiores organizações mundiais, com nove mil elementos na sua equipa, em 123 países, dando assistência a cerca de 46 milhões de refugiados, repatriados, deslocados e apátridos.

António Guterres cessou funções como alto comissário das Nações Unidas para os Refugiados em dezembro de 2015.

Na semana passada, o Governo português anunciou que vai apresentar a candidatura de António Guterres a secretário-geral das Nações Unidas, sublinhando que se trata de "um imperativo".

Na quarta-feira, a Presidência da República anunciou que o ex-primeiro-ministro será condecorado com a Grã-Cuz da Ordem da Liberdade, cerimónia que se vai realizar na terça-feira, no Palácio de Belém, em Lisboa.

Depois de cessar funções como primeiro-ministro, António Guterres foi condecorado pelo então Presidente da República Jorge Sampaio com a Grã-Cruz da Ordem de Cristo.

Lusa

  • PSD e CDS assinalam 36º aniversário da morte de Francisco Sá Carneiro
    1:38

    País

    O presidente do PSD deixou críticas ao Partido Comunista, este domingo, a propósito do aniversário da morte de Francisco Sá Carneiro. Pedro Passos Coelho lembrou os festejos dos comunistas na altura, numa resposta a quem questionou a abstenção dos sociais-democratas ao voto de pesar a Fidel Castro, que o PCP levou ao Parlamento. Este domingo, tanto o PSD como o CDS-PP prestaram homenagem a Sá Carneiro e Adelino Amaro da Costa.