sicnot

Perfil

Mundo

Malala apela a líderes mundiais a ajudarem na educação das crianças sírias

A ativista paquistanesa Malala Yousafzai, Nobel da Paz, lançou uma petição pública a apelar aos líderes mundiais que se comprometam a doar mais de mil milhões de euros para programas educativos na Síria.

© Norsk Telegrambyra AS / Reute

A petição pública, que soma mais de 70.000 assinaturas, tem um apelo dirigido aos políticos que na próxima semana se vão reunir em Londres na conferência de doadores para as vítimas da guerra na Síria.

Malala quer que "todas as crianças sírias afetadas pelo conflito consigam ter acesso à educação".

Reino Unido, Alemanha e Noruega, com a Organização das Nações Unidas e o Kuwait, estão na organização desta conferência de doadores, marcada para 04 de fevereiro.

O objetivo é discutir como é se poderá fazer chegar ajuda a 13,5 milhões de pessoas em situação vulnerável na Síria e a 4,2 milhões de sírios que se refugiaram em países próximos, como a Jordânia, o Líbano e a Turquia.

Este país já registou a presença de 2,5 milhões de sírios a residirem em território turco.

Lusa

  • Portugal a tremer de frio
    3:07

    País

    Portugal continua a registar temperaturas negativas, sobretudo no Norte do país. Em Trás-os-Montes, por exemplo, marcaram mínimas de 11 graus abaixo de zero e os termómetros desceram tanto que congelaram rios, canalizações de água e até aquecimentos de escolas. Mas nem tudo é mau pois os produtores falam em boa época para curar fumeiro.

  • Michelle Obama partilhou momento de despedida da Casa Branca
    1:43
  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Podem as plantas ver, ouvir e até reagir?

    Mundo

    Um professor de Ciências Vegetais da Universidade de Missouri, nos Estados Unidos, passou quatro décadas a investigar as relações entre vegetais e insetos. Na visão de Jack Schultz, as plantas são "como animais muito lentos", que conseguem ver, ouvir, cheirar e até têm comportamentos próprios.

  • Zoo da Indonésia acusado de querer matar ursos à fome

    Mundo

    Um grupo de ativistas da Indonésia acusa o Jardim Zoológico de Bandung de estar a matar à fome os seus animais, incluindo os ursos-do-sol, para ser fechado. Um vídeo recentemente publicado mostra os ursos, que aparecem muito magros e a implorar por comida.