sicnot

Perfil

Mundo

Papa recebe Di Caprio em audiência no Vaticano

Papa recebe Di Caprio em audiência no Vaticano

O Papa Francisco recebeu esta quinta-feira, em audiência, o ator Leonardo Di Caprio. A conversa entre ambos foi dominada pela defesa das causas ambientais.

  • Papa Francisco recebeu delegação da Apple

    Mundo

    A maçã é considerada o fruto proibido pela Igreja Católica, mas, se se tratar da maçã tecnológica da Apple - a empresa líder de mercado - talvez o Vaticano aceite de bom grado a visita. Foi o que aconteceu esta sexta-feira, na audiência concedida pelo Papa ao diretor executivo da Apple, Tim Cook.

  • Papa pede ao Presidente do Irão para colaborar no combate ao terrorismo
    2:10

    Mundo

    O Papa Francisco e o Presidente do Irão, Hassam Rouhani, tiveram esta tarde um encontro no Vaticano. Francisco pediu a Hassam Rouhani para colaborar no combate ao terrorismo. No encontro que foi o primeiro entre um Papa e um Presidente do Irão desde 1999, Hassam Rouhani ofereceu um tapete persa ao Chefe da Igreja Católica.

  • Detido dono do cão que feriu criança com gravidade

    País

    O dono do cão de raça Rottweiler que esta terça-feira feriu com gravidade uma criança de 4 anos em Matosinhos foi detido pela PSP e o animal já foi recolhido no canil municipal, informou fonte oficial da autarquia.

    Em atualização

  • A fuga dos PIDES
    20:08
  • Desconhecem-se as causas do incêndio na fábrica da Tratolixo
    0:43

    País

    Os moradores de Trajouce, em São Domingos de Rana, não ganharam para o susto com um incêndio nas instalações da empresa de resíduos Tratolixo.O alerta foi dado por populares e trabalhadores da empresa. O vento foi o maior problema dos bombeiros no combate às chamas durante a noite. No local estiveram 133 homens, apoiados por 51 viaturas.Desconhecem-se para já as causas do incêndio. O incêndio foi circunscrito de madrugada, mas pode demorar algumas horas a ser dominado.

  • Duas execução no mesmo dia pela primeira vez em 17 anos nos EUA

    Mundo

    O estado norte-americano do Arkansas (sul) executou, na noite de segunda-feira, dois condenados à morte, o que sucede pela primeira vez em 17 anos no país, anunciou a procuradora-geral daquele estado. Jack Jones e Marcel Williams, condenados separadamente na década de 1990 à pena capital por violação e assassínio, receberam uma injeção letal depois de diferentes tribunais terem rejeitado os respetivos recursos, afirmou Leslie Rutledge, em comunicado.