sicnot

Perfil

Mundo

Sudão reabre fronteira com Sudão do Sul

O presidente sudanês, Omar al-Bashir, ordenou a reabertura da contestada fronteira com o Sudão do Sul, encerrada desde a independência deste país em 2011, informou hoje a agência de notícias oficial sudanesa.

As autoridades condicionaram a abertura dos postos fronteiriços à expulsão pelo Sudão do Sul dos rebeldes do Movimento Popular de Libertação do Sudão -- Setor Norte (MPLS-SN), que segundo Cartum estavam a ser protegidos pelo governo de Juba.

A decisão de Bashir ocorreu alguns dias depois de o presidente do Sudão do Sul, Salva Kiir, ter anunciado o seu desejo de normalizar as relações com Cartum, nomeadamente ativando as comissões conjuntas criadas depois da independência, e ordenado às tropas para recuarem da fronteira comum aos dois Estados.

O encerramento da fronteira entre os dois países piorou a situação económica das províncias sul-sudanesas do norte, como o Alto Nilo e Unidade, cujo rendimento tem por base principalmente a exportação de combustíveis e produtos alimentares para o Sudão.

Além das dificuldades económicas, o Sudão do Sul vive em guerra civil desde 2013, que já causou centenas de milhares de mortos e obrigou mais de dois milhões a abandonarem as suas casas.

Lusa

  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.

  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO

    Rita Pedras