sicnot

Perfil

Mundo

Três condenados à morte na Índia por violação de jovem

Um tribunal indiano condenou hoje à morte três pessoas e a pena perpétua outras três pela violação em grupo e assassinato de uma jovem estudante em 2013, um caso que provocou vários protestos violentos no Estado de Bengala.

© Anindito Mukherjee / Reuters (Arquivo)

A juíza encarregada do processo em Calcutá, a capital regional, proferiu a pena máxima para três dos acusados, ao considerá-los culpados do assassinato e violação, enquanto outros três foram condenados por violação, conspiração criminal e eliminação de provas, de acordo com a agência IANS, citada pela Efe.

O tribunal já tinha declarado culpados os seis arguidos na passada quinta-feira, embora na altura não tenha dado a conhecer a pena, e absolveu outros dois dos acusados no caso.

O processo envolvia nove pessoas, sendo que uma delas morreu durante o processo judicial.

O advogado de defesa disse à agência ANI que vai recorrer da sentença.

A vítima, de 20 anos, foi brutalmente violada em grupo em junho de 2013, quando regressava da universidade, o que originou fortes protestos que pediam justiça para a jovem indiana.

Este crime aconteceu apenas seis meses depois de outra estudante universitária ter sido violada em grupo durante uma viagem de autocarro em Nova Deli, um caso que comoveu a Índia e parte da opinião internacional

Essa violação gerou um movimento de protestos e abriu debate sem precedentes sobre a situação da mulher no país, o que levou o Governo indiano a endurecer as leis contra os agressores sexuais.

Lusa

  • Caixa multibanco assaltada em Portugal a cada dois dias
    2:43

    País

    O semanário Expresso conta que a mulher que morreu vítima de um disparo de agentes da PSP foi atingida pelas costas. O caso está a ser investigado pela PJ, que procura encaixar as peças da noite que acabou com uma morte inocente mas que começou com uma perseguição a um grupo de assaltantes de um multibanco. Assaltos que são cada vez mais comuns e que preocupam o Governo. A cada dois dias, uma caixa é assaltada.

  • Metro de Lisboa vai reduzir consumo de água

    País

    O Metro de Lisboa colocou em prática um programa para reduzir o consumo de água devido à situação de seca em Portugal, respondendo assim ao apelo do Ministério do Ambiente, segundo um comunicado divulgado este sábado.