sicnot

Perfil

Mundo

Milhares manifestaram-se em Barcelona contra a independência

Vários milhares de pessoas concentraram-se hoje na praça de Sant Jaume, em frente ao Palau de la Generalitat (sede do governo regional catalão), para se manifestar contra o programa independentista do governo daquela comunidade autónoma espanhola.

© Albert Gea / Reuters (Arquivo)

A concentração foi convocada pela Sociedad Civil Catalana (organização que fez campanha contra o processo independentista) e pelo Partido Popular (PP) da Catalunha e tinha como objetivo rejeitar o "roadmap" do governo regional da Catalunha, que pretende instaurar uma República catalã independente no prazo de 18 meses.

"Estamos aqui esta manhã para denunciar a perversão democrática de um governo, controlado por Carles Puigdemont [atual presidente] e Oriol Junqueras [líder da Esquerda Republicana Catalana, companheira de coligação] que finalmente reconhece que o separatismo não tem maioria social para culminar a promessa de separação unilateral que estava no programa eleitoral da Junts pel Sí", declarou o vice-presidente da Sociedad Civil Catalana, Joaquim Coll, num discurso à multidão.

A coligação Junts pel Sí (Convergència Democràtica da Catalunya, Esquerra Republicana Catalana, Omnium e outros grupos da sociedade civil) ganhou as eleições regionais da Catalunha de 27 de setembro, mas sem maioria absoluta, pelo que dependeu do partido de extrema-esquerda radical CUP para eleger um presidente regional. Ambas as formações consideravam as eleições regionais como um plebiscito à independências, mas em conjunto não tiveram mais de 50% dos votos populares.

Por isso mesmo a CUP declarou que não tinha maioria social para uma declaração unilateral de independência. A Junts pel Sí e a CUP avançaram com uma resolução de início do processo de independência no parlamento, mas a CUP rejeitou o nome de Artur Mas para presidente, aceitando depois o de Carles Puigdemont.

A multidão concentrada hoje na praça de Sant Jaume - uma das mais emblemáticas de Barcelona - gritaram palavras de ordem como "Não ao processo, sim ao progresso", "Viva Espanha, Viva Catalunha", "Não à independência", "Europa Unida jamais será vencida" e "Já votámos, vocês fracassaram".

As forças que se opõem à independência da Catalunha dizem defender o triplo estatuto dos catalães "Catalães, espanhóis e europeus" e dizem que se a região autodeclarar a sua soberania sairá da União Europeia. Os defensores do "Procés" [Processo] dizem que a Europa não pode expulsar da UE uma região que já faz parte da comunidade e que tem um orçamento superior ao de muitos pequenos Estados-membros.

A praça de Sant Jaume encheu-se assim de bandeiras espanholas, bandeiras oficiais da Catalunha (a "Senyera", não a "Estelada" independentista) e muitas bandeiras da União Europeia. O ato terminou com o "Hino da Alegria", o hino da União Europeia.

Lusa

  • Militar ferido com gravidade em acidente com Pandur
    1:19

    País

    O acidente em Vila Real que envolveu uma viatura militar fez três feridos. Uma das vítimas ficou em estado grave e teve de ser transportada de helicóptero para o Hospital Santo António do Porto. O militar ficou encarcerado no veículo blindado, o que dificultou os trabalhos de socorro.

  • Ricardo Salgado constituído arguido e interrogado no DCIAP
    2:46

    Operação Marquês

    O ex-presidente do BES está a ser ouvido no DCIAP, a responder às questões do procurador Rosário Teixeira e do inspetor da Autoridade Tributária Paulo Silva. Têm sido levantadas dúvidas quanto ao dinheiro em contas de Carlos Santos Silva, amigo de José Sócrates, e suspeita-se que grande parte desses 20 milhões de euros tenham vindo de sociedades com ligação ao grupo Espírito Santo.

  • Bebé nasce na Ucrânia com ADN de três pais

    Mundo

    Nasceu a 5 de janeiro, na Ucrânia, uma menina filha de um casal infértil graças à ajuda de uma nova técnica de fertilização in vitro, que conta com a colaboração de uma terceira pessoa. De acordo com o britânico The Times, os médicos utilizaram pela primeira vez um método denominado transferência pronuclear. Esta não é, contudo, a primeira vez que nasce um bebé com ADN de três progenitores.

  • CIA desvenda segredos de quase 50 anos de História

    Mundo

    A CIA publicou online quase 12 milhões de documentos confidenciais. Basta uma ligação à Internet para navegar por entre 50 anos de relatórios outrora secretos. Entre os milhões de páginas, estão documentos sobre um eventual assassínio de Fidel Castro, detalhes sobre os crimes de guerra nazis, relatórios sobre avistamentos de OVNI e um estudo sobre telepatia denominado "Projeto Star Gate".