sicnot

Perfil

Mundo

Al-Qaeda implanta-se sem resistência em localidade do sudeste do Iémen

Combatentes da Al-Qaeda no Iémen, aproveitando o conflito no país, implantaram-se sem resistência numa localidade da província de Chabwa (sudeste), indicou hoje um responsável local e chefes tribais.

reuters

Homens armados ergueram pontos de controlo no interior e em torno da localidade de Azzan, que se encontra numa estrada que liga a cidade de Ataq, capital de Chabwa, à de Moukalla, capital da vasta província de Hadramout, nas mãos da Al-Qaeda desde abril do ano passado.

Segundo essas fontes, citadas pela agência AFP, a bandeira da Al-Qaida foi colocada nomeadamente em edifícios públicos.

"O Estado está ausente e não é de estranhar que este vazio tenha sido preenchido pela Al-Qaida", comentou um responsável local sob a condição de anonimato.

Segundo chefes tribais, grande parte dos combatentes que se instalaram em Azzan são originários dessa mesma localidade.

A Al-Qaeda encontra-se tradicionalmente bem implantada no sul e sudeste do Iémen. A organização terrorista beneficiou da contestação contra o regime do antigo Presidente Ali Abdallah Saleh para se reforçar depois de 2011.

O conflito que opõe o governo do Presidente Abd Rabbo Mansur Hadi aos rebeldes xiitas huthis, que dura desde março de 2015, serviu igualmente para fortalecer a sua vantagem no sul e sudeste do país.

Os combatentes da Al-Qaida controlam desde abril último Moukalla, importante cidade portuária e berço da família do falecido Osama bin Laden, fundador da rede extremista sunita, e agem quase abertamente em Áden, cidade do sul declarada como a "capital provisória do Iémen" pelos partidários de Hadi.

A Al-Qaeda enfrenta, porém, cada vez mais, a 'concorrência' por parte do grupo extremista Estado Islâmico, que reivindicou nos últimos meses a autoria de inúmeros atentados em Áden.

  • Passos explica porque se irritou com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.