sicnot

Perfil

Mundo

Al-Qaeda implanta-se sem resistência em localidade do sudeste do Iémen

Combatentes da Al-Qaeda no Iémen, aproveitando o conflito no país, implantaram-se sem resistência numa localidade da província de Chabwa (sudeste), indicou hoje um responsável local e chefes tribais.

reuters

Homens armados ergueram pontos de controlo no interior e em torno da localidade de Azzan, que se encontra numa estrada que liga a cidade de Ataq, capital de Chabwa, à de Moukalla, capital da vasta província de Hadramout, nas mãos da Al-Qaeda desde abril do ano passado.

Segundo essas fontes, citadas pela agência AFP, a bandeira da Al-Qaida foi colocada nomeadamente em edifícios públicos.

"O Estado está ausente e não é de estranhar que este vazio tenha sido preenchido pela Al-Qaida", comentou um responsável local sob a condição de anonimato.

Segundo chefes tribais, grande parte dos combatentes que se instalaram em Azzan são originários dessa mesma localidade.

A Al-Qaeda encontra-se tradicionalmente bem implantada no sul e sudeste do Iémen. A organização terrorista beneficiou da contestação contra o regime do antigo Presidente Ali Abdallah Saleh para se reforçar depois de 2011.

O conflito que opõe o governo do Presidente Abd Rabbo Mansur Hadi aos rebeldes xiitas huthis, que dura desde março de 2015, serviu igualmente para fortalecer a sua vantagem no sul e sudeste do país.

Os combatentes da Al-Qaida controlam desde abril último Moukalla, importante cidade portuária e berço da família do falecido Osama bin Laden, fundador da rede extremista sunita, e agem quase abertamente em Áden, cidade do sul declarada como a "capital provisória do Iémen" pelos partidários de Hadi.

A Al-Qaeda enfrenta, porém, cada vez mais, a 'concorrência' por parte do grupo extremista Estado Islâmico, que reivindicou nos últimos meses a autoria de inúmeros atentados em Áden.

  • Há companhias aéreas a contratar. TAP é uma delas
    1:28
  • Euforia e preocupação no Santiago de Bernabéu
    3:02
  • Leão de Ouro de Souto de Moura faz "muito bem à alma" dos portugueses
    1:53
  • "Sonho com um futuro melhor", o desejo de um jovem sírio em Portugal
    2:12

    País

    Mais de 50 jovens sírios chegaram esta madrugada a Lisboa, para iniciarem o novo ano letivo, em Portugal. Sonham com um futuro melhor. Sonham com uma educação melhor. Os 54 estudantes vieram ao abrigo do programa lançado pelo antigo Presidente da República, Jorge Sampaio, que nos últimos anos já deu uma nova oportunidade a cerca de 200 alunos.

  • Na linha do triunfo
    16:49
  • Chamas do incêndio no Europa Park na Alemanha atingiram os 15 metros de altura
    0:57