sicnot

Perfil

Mundo

Liceus em França e escolas no Reino Unido voltam a receber ameaças

Liceus parisienses receberam hoje ameaças anónimas, pela terceira vez no período de uma semana, assim como estabelecimentos escolares em Lyon (centro leste de França) e no Reino Unido, informaram as autoridades.

© Christian Hartmann / Reuters

Os alunos de três dos mais prestigiados liceus da capital francesa foram retirados dos estabelecimentos hoje de manhã, precisou a direção de educação de Paris na sua conta na rede social de mensagens curtas 'Twitter'.

Fonte policial indicou que os estabelecimentos de ensino receberam chamadas telefónicas ameaçadoras cerca das 08:00 TMG (mesma hora em Lisboa). "Vão morrer todos", disse a pessoa ao telefone.

Vários liceus parisienses, incluído os três visados hoje, assim como o liceu francês de Roma foram alvo de ameaças a semana passada, sem que a polícia tenha encontrado alguma coisa nos locais.

Nas mesmas datas, na terça-feira e na quinta-feira, estabelecimentos escolares na região de Birmingham, no centro do Reino Unido, também receberam ameaças.

Hoje, seis escolas da mesma região britânica das West Mildlands e duas outras na cidade escocesa de Glasgow foram evacuadas devido a novas ameaças, segundo as autoridades locais.

Pela primeira vez, ameaças foram dirigidas a escolas francesas fora de Paris, com seis estabelecimentos de Lyon a receberem alertas de bomba com origem numa mesma mensagem pré-gravada, indicou uma porta-voz do município.

A justiça francesa abriu a semana passada um inquérito por ameaças de destruição.

A França e o Reino Unido integram a coligação contra o grupo 'jihadista' Estado Islâmico (EI) no Iraque e na Síria.

No seu número de final de novembro, a revista francófona de propaganda do EI, Dar-al-Islam, tomou por alvo os professores, acusados de estarem em "guerra aberta contra a família muçulmana", e apelou a que fossem mortos.

Lusa

  • Negócios do fogo
    22:00
  • "Não podemos gastar o dinheiro e depois os filhos e os netos é que pagam"
    2:05

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no habitual espaço de comentário no Jornal da Noite, o reembolso antecipado ao FMI. O comentador da SIC defendeu que seria mais vantajoso se Portugal reembolsasse mais depressa, antes da subida das taxas de juro. Miguel Sousa Tavares considerou ainda que o reembolso da dívida é uma boa notícia, pois seria "desleal" deixar a dívida para "os filhos e os netos" pagarem.

    Miguel Sousa Tavares

  • Os efeitos da tempestade Ana em Portugal
    1:43
  • Porque têm as tempestades nomes?
    0:49

    País

    As tempestades passaram a ter um nome, partilhado pelos serviços de meteorologia de Portugal, França e Espanha. Nuno Moreira, chefe de divisão de previsão meteorológica do IPMA, foi convidado da Edição da Noite da SIC Notícias para explicar que este método é também uma forma de sinalizar a dimensão das tempestades.

  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59

    Mundo

    A tempestade Ana não causou apenas estragos em Portugal, mas também na Galiza, com a queda de árvores e cheias nas zonas ribeirinhas. No norte da Europa, as baixas temperaturas provocaram fortes nevões e paralisaram a Grã-Bretanha, com voos cancelados, escolas fechadas e estradas cortadas.

  • "De repente ele estava em cima de mim a beijar-me e a apalpar-me"
    2:43