sicnot

Perfil

Mundo

Liceus em França e escolas no Reino Unido voltam a receber ameaças

Liceus parisienses receberam hoje ameaças anónimas, pela terceira vez no período de uma semana, assim como estabelecimentos escolares em Lyon (centro leste de França) e no Reino Unido, informaram as autoridades.

© Christian Hartmann / Reuters

Os alunos de três dos mais prestigiados liceus da capital francesa foram retirados dos estabelecimentos hoje de manhã, precisou a direção de educação de Paris na sua conta na rede social de mensagens curtas 'Twitter'.

Fonte policial indicou que os estabelecimentos de ensino receberam chamadas telefónicas ameaçadoras cerca das 08:00 TMG (mesma hora em Lisboa). "Vão morrer todos", disse a pessoa ao telefone.

Vários liceus parisienses, incluído os três visados hoje, assim como o liceu francês de Roma foram alvo de ameaças a semana passada, sem que a polícia tenha encontrado alguma coisa nos locais.

Nas mesmas datas, na terça-feira e na quinta-feira, estabelecimentos escolares na região de Birmingham, no centro do Reino Unido, também receberam ameaças.

Hoje, seis escolas da mesma região britânica das West Mildlands e duas outras na cidade escocesa de Glasgow foram evacuadas devido a novas ameaças, segundo as autoridades locais.

Pela primeira vez, ameaças foram dirigidas a escolas francesas fora de Paris, com seis estabelecimentos de Lyon a receberem alertas de bomba com origem numa mesma mensagem pré-gravada, indicou uma porta-voz do município.

A justiça francesa abriu a semana passada um inquérito por ameaças de destruição.

A França e o Reino Unido integram a coligação contra o grupo 'jihadista' Estado Islâmico (EI) no Iraque e na Síria.

No seu número de final de novembro, a revista francófona de propaganda do EI, Dar-al-Islam, tomou por alvo os professores, acusados de estarem em "guerra aberta contra a família muçulmana", e apelou a que fossem mortos.

Lusa

  • Carro que atropelou adepto encontrado na casa de um amigo do suspeito
    2:18

    Desporto

    O carro que terá atropelado o adepto italiano que morreu junto ao Estádio da Luz foi encontrado esta terça-feira, numa garagem na Amadora, na casa de um amigo do suspeito. Trata-se de um homem na casa dos 30 anos que pertence à claque No Name boys e é agora procurado pela Polícia Judiciária.

  • Os filhos do divórcio
    20:50
  • Será que lavar em lavandarias self-service compensa?
    8:21
  • A SIC foi dar uma volta de bicicleta

    País

    Há 90 anos, cerca de 40 ciclistas partiam do Marquês de Pombal, em Lisboa, para a primeira etapa da 1.ª Volta a Portugal de Bicicleta. Hoje, um grupo de investigadores repete o percurso, até Setúbal, dando início a uma viagem que pretende incentivar o uso da bicicleta como meio de transporte no dia-a-dia. Um jornalista da SIC segue no pelotão e pode acompanhar a viagem em direto no Facebook da SIC Notícias.

    SIC

  • Avião divergiu para as Lajes devido a discussão a bordo

    País

    Um avião da companhia aérea British Airways divergiu hoje para o aeroporto das Lajes, na ilha Terceira, nos Açores, devido a uma discussão a bordo entre um casal de passageiros e a tripulação, informou hoje a Força Aérea Portuguesa.

  • Web Summit inaugura primeiro escritório fora da Irlanda em Lisboa
    1:58

    Web Summit

    A Web Summit inaugurou em Lisboa o primeiro escritório fora da Irlanda, que vai dar emprego a 20 pessoas, algumas portuguesas. O próximo objectivo é alargar eventos a outros pontos do país. A conferência internacional regressa a Lisboa entre 6 e 9 de novembro e, a organização espera ter 60 mil participantes.

  • Ivanka Trump vaiada por defender o pai durante debate sobre igualdade de género
    1:51

    Mundo

    Com o propósito de criar pontes com Donald Trump, a chanceler alemã Angela Merkel convidou a filha mais velha do Presidente norte-americano para participar numa cimeira. No entanto as coisas não correram muito bem e Ivanka Trump foi vaiada pela audiência por ter defendido o pai quando o assunto era a igualdade de género. 

  • Irmã da mulher mais pesada do mundo acusa hospital de mentir

    Mundo

    A irmã da mulher egípcia que se acreditava ser a mais pesada do mundo acusou os médicos de mentirem acerca da sua perda de peso. No entanto, o hospital que realizou a cirurgia bariátrica já respondeu às acusações, defendendo que a mulher pesa agora 172 quilos.