sicnot

Perfil

Mundo

Reino Unido continua sem acordo com a União Europeia

O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, afirmou hoje que não foi conseguido qualquer acordo com o primeiro-ministro britânico, David Cameron, para a manutenção do Reino Unido na União Europeia (UE).

© Toby Melville / Reuters

"Ainda não há acordo. É crucial um trabalho intenso nas próximas 24 horas", afirmou Donald Tusk numa mensagem na rede social Twitter, depois de uma reunião com David Cameron.

Já o primeiro-ministro britânico, recorrendo também ao Twitter, afirmou que foi "uma boa reunião" e que Donald Tusk aceitou prolongar as negociações por mais um dia, antes de divulgar o esboço da renegociação das relações do Reino Unido com a UE.

David Cameron, reeleito em maio passado, prometeu realizar até ao final de 2017 um referendo sobre a permanência do Reino Unido na UE, antes do qual pretende obter "reformas" europeias que vão ao encontro dos seus interesses, para que possa fazer campanha pelo 'sim' e evitar o chamado 'Brexit'.

O primeiro-ministro britânico definiu quatro questões-chave para um acordo: a redução das ajudas sociais aos imigrantes oriundos de países europeus, a ampliação das matérias em que o Reino Unido pode recusar uma maior integração política, concessões que permitam aumentar a competitividade da economia britânica e uma maior proteção dos países que não pertencem à zona euro.

Lusa

  • PSD e CDS admitem chamar António Costa à nova Comissão de Inquérito à CGD
    2:37

    Caso CGD

    PSD e CDS admitem chamar o primeiro-ministro à nova Comissão de Inquérito à CGD. Apesar de ser uma hipótese, a SIC sabe que os dois partidos ainda estão a definir o objeto do inquérito e, por isso, afirmam que é prematuro falar sobre eventuais audições. Seja como for, António Costa voltou esta segunda-feira a dizer que o assunto está encerrado.

  • Venda do Novo Banco terá que ser negociada em Bruxelas
    0:43

    Economia

    A venda do Novo Banco vai ter que ser negociada com Bruxelas, uma vez que o Lone Star planeia agora ficar com 65% da instituição, obrigando o Estado a manter uma posição no banco. O ministro das Finanças lembra que esta também era uma possibilidade mas salienta que o assunto está nas mãos do Banco de Portugal.

  • Acha que conhece o seu país?
    27:42
  • O atentado na Suécia inventado por Donald Trump
    2:12
  • Primeiro-ministro sueco "surpreendido" com as declarações de Trump
    0:53

    Mundo

    O primeiro-ministro sueco ficou surpreendido com as declarações de Donald Trump, que, no fim de semana, se referiu a um suposto ataque terrorista no país escandinavo, relacionado com a imigração. Stefan Löfven fala na responsabilidade de usar os factos correctamente e diz que é preciso verificar a informação que é divulgada.

  • Angelina emociona-se ao falar da separação de Brad Pitt
    1:25
  • Modelo obrigada a prometer que não volta a arriscar a vida numa sessão fotográfica
    1:46