sicnot

Perfil

Mundo

Tribunal chinês absolve homem após duas décadas na cadeia

Um homem condenado na China a pena de morte, suspensa há mais de 20 anos, por homicídio, foi hoje absolvido, no caso mais recente envolvendo um erro judiciário no país, avançou a imprensa estatal.

Arquivo reuters

Chen Ma foi sentenciado pelo homicídio de um homem na província de Hainan, no sul do país, em novembro de 1994.

Perante a "falta de evidências", o tribunal diz agora que Chen não é culpado.

O Tribunal Supremo da China ordenou que o caso fosse reaberto em abril de 2015, depois de Chen ter recorrido.

Chen foi condenado após dois julgamentos, unicamente com base em "confissões" consideradas agora "inconsistentes", lê-se no comunicado do tribunal, que cita o juiz, Zhang Qin.

Um dos casos mais mediáticos de erros judiciários na China envolveu a execução injusta de Huugjilt, que com 18 anos foi considerado culpado de violar e assassinar uma mulher numa casa de banho pública.

O verdadeiro culpado, Zhao Zhihong, foi preso em 2005 e executado no ano passado.

Vinte e sete funcionários chineses foram "penalizados" pela condenação injusta de Huugjilt, disse este fim de semana a agência oficial Xinhua, mas apenas um poderá enfrentar acusações criminais, enquanto os restantes receberam penalizações administrativas.

Noventa e nove por cento dos réus na China são condenados.

  • As vantagens de comprar online
    8:03
  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vítima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Filho de Trump critica mayor de Londres por palavras de 2016

    Ataque em Londres

    Donald Trump Júnior criticou o presidente da Câmara de Londres logo a seguir ao ataque de quarta-feira que fez três mortos e mais de 40 feridos. O filho de Presidente publicou no Twitter uma reação a uma declaração de Sadiq Khan de setembro de 2016. Para o Presidente dos EUA, o ataque em Londres é "uma grande notícia".

  • Marcelo reuniu-se com líderes europeus para falar do futuro da UE
    2:31

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa esteve esta quarta-feira em Bruxelas e participou numa homenagem às vítimas do atentado em Bruxelas, onde colocou uma coroa de flores junto ao monumento.O Presidente da República esteve também reunido com os líderes das principais instituições europeias para falar sobre o futuro da UE.