sicnot

Perfil

Mundo

Tribunal chinês absolve homem após duas décadas na cadeia

Um homem condenado na China a pena de morte, suspensa há mais de 20 anos, por homicídio, foi hoje absolvido, no caso mais recente envolvendo um erro judiciário no país, avançou a imprensa estatal.

Arquivo reuters

Chen Ma foi sentenciado pelo homicídio de um homem na província de Hainan, no sul do país, em novembro de 1994.

Perante a "falta de evidências", o tribunal diz agora que Chen não é culpado.

O Tribunal Supremo da China ordenou que o caso fosse reaberto em abril de 2015, depois de Chen ter recorrido.

Chen foi condenado após dois julgamentos, unicamente com base em "confissões" consideradas agora "inconsistentes", lê-se no comunicado do tribunal, que cita o juiz, Zhang Qin.

Um dos casos mais mediáticos de erros judiciários na China envolveu a execução injusta de Huugjilt, que com 18 anos foi considerado culpado de violar e assassinar uma mulher numa casa de banho pública.

O verdadeiro culpado, Zhao Zhihong, foi preso em 2005 e executado no ano passado.

Vinte e sete funcionários chineses foram "penalizados" pela condenação injusta de Huugjilt, disse este fim de semana a agência oficial Xinhua, mas apenas um poderá enfrentar acusações criminais, enquanto os restantes receberam penalizações administrativas.

Noventa e nove por cento dos réus na China são condenados.

  • Sete dos 23 arguidos do caso da Academia de Alcochete já têm cadastro
    1:59

    Crise no Sporting

    Sete dos 23 arguidos do caso da Academia de Alcochete já foram condenados por 22 crimes que cometeram no passado, mas nunca nenhum deles cumpriu pena de prisão ou prisão domiciliária. O juiz decretou a prisão preventiva na sequência das agressões à equipa do Sporting por entender que se tratou de um comportamento chocante, terrorista e a perversão do espírito desportivo.

  • Está a pensar ir à praia? Não se esqueça do guarda-chuva
    0:43
  • Abate de animais nos canis proibido a partir de setembro
    1:35

    País

    O abate de animais nos canis passa a ser proibido a partir de setembro. Só em 2017, foram mortos cerca de 12 mil cães e gatos, uma média de um abate por hora. O Governo lançou um programa de incentivos financeiros de um milhão de euros, que ainda está a decorrer.

  • Cabazes solidários oferecidos pelo Governo encontrados no lixo
    0:57
  • Colheita da cereja já arrancou no Fundão
    1:54

    País

    A colheita das primeiras cerejas da época já começou no Fundão. A campanha atrasou um mês em relação a anos anteriores, por causa do inverno que se prolongou, mas os produtores garantem que o fruto é de qualidade.