sicnot

Perfil

Mundo

Tribunal chinês absolve homem após duas décadas na cadeia

Um homem condenado na China a pena de morte, suspensa há mais de 20 anos, por homicídio, foi hoje absolvido, no caso mais recente envolvendo um erro judiciário no país, avançou a imprensa estatal.

Arquivo reuters

Chen Ma foi sentenciado pelo homicídio de um homem na província de Hainan, no sul do país, em novembro de 1994.

Perante a "falta de evidências", o tribunal diz agora que Chen não é culpado.

O Tribunal Supremo da China ordenou que o caso fosse reaberto em abril de 2015, depois de Chen ter recorrido.

Chen foi condenado após dois julgamentos, unicamente com base em "confissões" consideradas agora "inconsistentes", lê-se no comunicado do tribunal, que cita o juiz, Zhang Qin.

Um dos casos mais mediáticos de erros judiciários na China envolveu a execução injusta de Huugjilt, que com 18 anos foi considerado culpado de violar e assassinar uma mulher numa casa de banho pública.

O verdadeiro culpado, Zhao Zhihong, foi preso em 2005 e executado no ano passado.

Vinte e sete funcionários chineses foram "penalizados" pela condenação injusta de Huugjilt, disse este fim de semana a agência oficial Xinhua, mas apenas um poderá enfrentar acusações criminais, enquanto os restantes receberam penalizações administrativas.

Noventa e nove por cento dos réus na China são condenados.

  • Os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa
    1:55
  • BCE autoriza CGD a avançar com recapitalização

    Caso CGD

    A Caixa Geral de Depósitos informou esta sexta-feira que vai prosseguir com as operações da primeira fase do aumento de capital, depois de ter obtido autorização para isso junto do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco de Portugal.

  • Condutores apanhados a mais de 200 em corridas ilegais na Ponte Vasco da Gama
    1:25
  • A história da guerra em Alepo
    7:43
  • Reino Unido em alerta máximo de terrorismo

    Mundo

    O Reino Unido elevou o alerta de terrorismo para o nível máximo depois das declarações, esta quinta-feira, do chefe das secretas britânicas. O diretor do MI6 está preocupado com eventuais ataques contra o Reino Unido e outros aliados.

  • Uma "cidade fantasma" na Letónia
    3:10
  • O anúncio de natal que está a emocionar o mundo
    1:47