sicnot

Perfil

Mundo

Hillary Clinton ganha à tangente na eleição de delegados no Iowa

Hillary Clinton venceu o senador Bernie Sanders na eleição de delegados do Iowa, realizada na segunda-feira, tornando-se a primeira mulher a ganhar esta eleição, anunciou esta terça-feira o Partido Democrata naquele estado norte-americano.

A candidata evitou mais uma derrota no Iowa, onde ficou em terceiro lugar contra Obama em 2008, e Sanders confirmou que a sua campanha representa um sério desafio para Hillary, algo que ninguém esperava há uns meses.

A candidata evitou mais uma derrota no Iowa, onde ficou em terceiro lugar contra Obama em 2008, e Sanders confirmou que a sua campanha representa um sério desafio para Hillary, algo que ninguém esperava há uns meses.

© Brian Snyder / Reuters

Nos "caucus" mais disputados da história do estado de Iowa, centro-oeste dos Estados Unidos, e quando estão escrutinados 100% dos recintos eleitorais, a ex-secretária de Estado ganhou a Sanders por uma margem mínima, uma vez que obteve 49,86%, a muito pouca distância dos 49,57% do seu adversário político.

A candidata evitou assim mais uma derrota no Iowa, onde ficou em terceiro lugar contra Obama em 2008, e Sanders confirmou que a sua campanha representa um sério desafio para Hillary, algo que ninguém esperava há uns meses.

Nos "caucus" do Iowa, o número de delegados que cada candidato obtém para a Convenção Democrata, que se realizará em Filadélfia entre 25 e 28 de julho, é proporcional aos votos, estimando-se que Hillary tenha 22 delegados e Sanders 21.

Quanto a Martin O'Malley, ex-governador de Maryland, abandonou segunda-feira à noite a campanha, após obter menos de 1% dos votos.

"Estou muito animada por chegar a New Hampshire depois de vencer no Iowa", afirmou Hillary Clinton em Nashua, New Hampshire, onde a governadora do estado, a democrata Maggie Hassan, a apresentou como "a primeira mulher a ganhar nas primárias do Iowa".

Por seu lado, Bernie Sanders falou hoje à CNN, antes da publicação dos últimos resultados, uma vez que a contagem se prolongou pela madrugada e início da manhã.

"Começámos a campanha 40 a 50 pontos atrás [de Hillary Clinton]. Que venhamos a perder por uma fração de ponto ou que ganhemos, pouco importa, pois estamos muito orgulhosos da nossa campanha", afirmou Sanders.

Para o senador democrata de 74 anos, "o que isto mostra é que esta campanha começou de uma forma muito vigorosa, partindo de muito, muito longe para chegar quase à igualdade".

O seu discurso revolucionário contra as elites seduziu os jovens, dando-lhe a possibilidade de abalar a posição de grande favorita de Hillary Clinton.

A próxima votação está prevista para dentro de uma semana, a 9 de fevereiro, em New Hampshire, terreno favorável a Bernie Sanders, que é senador pelo vizinho estado do Vermont.

Porém, 11 estados votam a 1 de março, na chamada "super terça-feira", para distribuir 21% dos delegados democratas por investidura, e muitos deles estão localizados no sul, onde o eleitorado negro, que tem sido alvo da atenção de Hillary, constitui mais de metade dos votantes.

No que respeita ao "caucus" republicano, o senador Ted Cruz, de ascendência cubana, ganhou ao bilionário Donald Trump, mas a grande surpresa foi o facto de o legislador Marco Rubio, também de origem cubana, ficar em terceiro lugar, a apenas um ponto do magnata, confirmando-se como o candidato mais viável do grupo dominante do partido.

Lusa

  • Iowa com vitória de Clinton pelos democratas e de Ted Cruz pelos republicanos
    2:57

    Mundo

    De acordo com os primeiros valores, Ted Cruz foi o vencedor na corrida Republicana, nas primárias do Iowa. Do lado Democrata, Hillary Clinton ficou à frente de Bernie Sanders com apenas 3 décimas de diferença. Em ambos os partidos houve pré-candidatos que já abanonaram a corrida à Casa Branca por causa dos maus resultados obtidos.

  • Trump desafia Oprah a candidatar-se para ser "derrotada como todos os outros"

    Mundo

    Apesar de Oprah Winfrey ter excluído uma eventual candidatura às eleições presidenciais dos Estados Unidos da América, Donald Trump ainda não se esqueceu dos rumores e desafiou a apresentadora a candidatar-se em 2020. Através do Twitter, o Presidente norte-americano disse ainda que assim poderia ser "exposta e derrotada como todos os outros".

    SIC

  • Mulher enterrada viva no Brasil
    1:13

    Mundo

    Uma mulher de 37 anos terá sido enterrada viva no oeste da Bahia, no Brasil. A certidão de óbito aponta um choque séptico como a causa da morte, mas os ferimentos com que foi encontrada no interior do caixão indicam um possível erro. Os moradores de casas vizinhas do cemitério municipal onde Rosângela dos Santos foi enterrada ouviram gritos vindos do túmulo.

  • António Guterres, "o governante mais amado desde sempre em democracia"
    2:27

    País

    António Guterres foi distinguido com o grau de honoris causa pela Universidade de Lisboa. A cerimónia decorreu esta manhã e contou com a presença do Presidente da República e do primeiro-ministro. Marcelo Rebelo de Sousa sublinhou que Guterres foi o governante mais amado da democracia portuguesa.