sicnot

Perfil

Mundo

Detido no Japão presumível espião norte-coreano por alegada fraude

A polícia do Japão anunciou hoje que a sua unidade especial que lida com alegados casos de espionagem deteve um residente coreano sob a suspeita de fraude que, segundo os media locais, atuava como espião para a Coreia do Norte.

Líder da Coreia do Norte preside a encontro sobre corrupção e abuso de poder

Líder da Coreia do Norte preside a encontro sobre corrupção e abuso de poder

reuters

O Japão é particularmente sensível às atividades de espionagem da Coreia do Norte no país, dado que agentes de e com ligações ao país têm vindo a ser acusados de sequestrar cidadãos japoneses para servirem como professores de línguas para os seus espiões.

O Japão também tem uma grande população de residentes com nacionalidade coreana, descendentes do povo da península que ou emigraram para o Japão ou foram para lá levados para trabalhos forçados quando Tóquio controlava a região como sua colónia, entre 1910-45.

O suspeito, de 49 anos, foi detido na terça-feira por efetivos do departamento de segurança pública da polícia metropolitana de Tóquio -- que lida com crimes relacionados com espionagem e grupos políticos e religiosos violentos --, disse o porta-voz Kazufumi Suzuki à agência AFP.

Segundo Kazufumi Suzuki, a nacionalidade do suspeito foi registada como "coreana", o que significa que ele tem laços ancestrais na península coreana.

Ele é suspeito de ter usado o cartão de crédito que obteve ilegalmente para fazer comprar as partir de uma empresa de comércio 'online' em Tóquio.

É antigo professor associado de uma universidade pró-Pyongyang na capital nipónica e estava envolvido com atividades de espionagem que visam difundir a ideologia norte-coreana na Coreia do Sul e na China, segundo a agência Kyodo.

  • Ministro garante segurança nas escolas com uso de poliuretano
    0:52

    País

    O ministro da Educação garante que as escolas estão em segurança e que não há perigo com um material como o poliuretano. Tiago Brandão Rodrigues respondia, esta quarta-feira, a uma pergunta dos Verdes sobre a substituição de amianto nas escolas.

  • Estoril garante que estrutura da bancada não está em causa
    2:23

    Desporto

    O Laboratório Nacional de Engenharia Civil deverá emitir esta quinta-feira um parecer preliminar sobre a bancada norte do estádio do Estoril-Praia. O clube garante que a estrutura não está em causa e que, tal como a câmara de Cascais, aguarda por conclusões para uma edificação feita no vale da Amoreira.

  • "Quem me dera que a bancada do Estoril fosse com o c......"

    Desporto

    Depois da polémica no jogo entre Estoril-Praia e FC Porto, um cântico polémico da claque do Sporting sobre a bancada do estádio António Coimbra da Mota que obrigou à interrupção do jogo da passada segunda-feira. Tudo aconteceu durante um jogo do campeonato de hóquei em patins entre leões e dragões.

  • Ronaldo estará mesmo de saída do Real Madrid
    2:01
  • Várias alternativas para vender a sua casa
    8:58
  • Encontradas 86 pedras preciosas numa casa em Albufeira
    0:48
  • Registada em vídeo explosão de meteoro nos EUA
    0:42
  • "A Rússia não nos ajuda nada na Coreia do Norte"

    Mundo

    O Presidente norte-americano, Donald Trump, condenou esta quarta-feira a postura da Rússia sobre a situação da Coreia do Norte, afirmando que o país está a minar os esforços internacionais em curso para isolar o regime de Kim Jong-Un.

  • Polícia descobre arte de esconder 750 quilos de droga em ananases
    2:25
  • Moscovo só teve seis minutos de luz solar em dezembro

    Mundo

    Os portugueses estão tão habituados ao sol, que nunca imaginariam passar um mês inteiro sem ele. O fenómeno aconteceu na capital russa. Moscovo bateu o recorde em dezembro, quando passou o mês inteiro sem luz solar direta. As pessoas de Moscovo viram o sol apenas durante seis minutos e a espreitar timidamente por entre as nuvens.

  • A maior lua de Saturno tem nível do mar tal como a Terra

    Mundo

    Titã, a maior lua de Saturno, tem uma altura média da superfície do mar, tal como a Terra, revela um estudo divulgado esta quarta-feira, que se baseia em observações feitas pela sonda norte-americana Cassini, cuja missão terminou em setembro.