sicnot

Perfil

Mundo

Explosão em voo na Somália abre buraco em avião mas não faz vítimas

Um avião de uma companhia aérea da Somália aterrou de emergência em Mogadiscio depois de uma explosão de origem desconhecida ter aberto um buraco na parte lateral da fuselagem, pouco após a descolagem, informou hoje a polícia.

Conta Twitter Harun Maruf

Conta Twitter Harun Maruf

A aeronave, operada pela Daalo Airlines, que partiu de Mogadíscio com destino a Djibouti com cerca de 60 passageiros a bordo, aterrou em segurança e não há registo de vítimas.

"O avião de passageiros fez uma aterragem de emergência pouco depois de levantar voo na terça-feira, e havia danos num dos lados do aparelho sobre a asa direita", indicou Mohamed Ise, da polícia, dando conta de que decorrem investigações para apurar a causa da explosão, seguida de incêndio.

Fotografias mostram um buraco com cerca de um metro de diâmetro na parte lateral do avião imediamente acima dos motores

  • Os apelos de Marcelo para a reforma do Estado
    1:36

    País

    O Presidente da República lamentou este sábado que o consenso para uma reforma do Estado seja um sonho adiado. No enceramento do congresso "Portugal no Futuro", Marcelo Rebelo de Sousa apelou a entendimentos em áreas estratégicas e defendeu que é preciso passar as palavras à ação, o quanto antes.

    Débora Henriques

  • Tragédia de Vila Nova da Rainha foi há uma semana
    7:18
  • Escutas da Operação Marquês "não podem servir de prova"
    1:36

    Operação Marquês

    As defesas de José Sócrates e de Ricardo Salgado queixam-se que as escutas do processo Marquês estão infetadas por um vírus informático. Os advogados dizem que tal como estão as escutas não podem servir de prova. No entanto, o Ministério Público diz que estão reunidas as condições para começar a contar o prazo para a abertura de instrução.

    Luís Garriapa

  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52