sicnot

Perfil

Mundo

Senador republicano Rand Paul abandona corrida presidencial dos EUA

O senador Rand Paul, aspirante à candidatura republicana à Casa Branca, anunciou hoje que abandona a corrida presidencial, após os resultados dececionantes que registou na primeira votação realizada na segunda-feira no estado norte-americano do Iowa.

J. Scott Applewhite

"Tem sido uma honra incrível realizar uma campanha para a Casa Branca ancorada em princípios. Hoje, vou terminar no mesmo ponto por onde comecei, pronto e com vontade de defender a causa da Liberdade", afirmou o senador republicano num comunicado.

O senador do Kentucky, que se descreve como um "conservador libertário", ficou em quinto lugar na votação realizada na segunda-feira no 'caucus' (assembleias locais) do Iowa com 4,5% dos votos.

O Iowa, na região centro-oeste dos Estados Unidos, foi a primeira votação das primárias republicanas, processo que irá determinar o candidato do Partido Republicana às eleições presidenciais norte-americanas, agendadas para novembro deste ano.

"Vou continuar a carregar a tocha da Liberdade no Senado dos Estados Unidos e estou ansioso para ganhar o privilégio de representar o povo do Kentucky por mais um mandato", referiu Rand Paul, na mesma nota informativa.

Com o abandono de Rand Paul, a corrida para a nomeação presidencial republicana conta agora com 10 candidatos.

Após a votação no Iowa, o antigo governador do Arkansas, Mike Huckabee, de 60 anos, também anunciou que ia desistir, depois de ter conseguido apenas 2% dos votos.

Rand Paul, de 53 anos, é médico de formação, especializado em oftalmologia, e é filho do antigo candidato presidencial Ron Paul.

O senador do Kentucky tinha anunciado a sua candidatura à nomeação presidencial republicana a 7 de abril de 2015.

Lusa

  • Hospitais vão ser penalizados se não cumprirem tempos de espera
    2:37

    País

    O Ministério da Saúde vai penalizar os hospitais que não cumprem os tempos de espera nas urgências e que tenham taxas elevadas de cesarianas. O novo modelo de financiamento prevê ainda linhas de financiamento próprio para a obesidade e rastreios do cancro do cólon e do colo do útero.

  • Assédio, até onde vai a tolerância?
    35:26