sicnot

Perfil

Mundo

Conferência de doadores para a Síria angariou mais de 9 mil milhões de euros

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, anunciou hoje que os países reunidos em Londres numa conferência de doadores para a Síria prometeram mais de 10 mil milhões de dólares (nove mil milhões de euros) de ajuda humanitária até 2020.

© Abdalrhman Ismail / Reuters

É "a mais elevada verba alguma vez reunida em resposta a uma crise humanitária", disse Cameron em conferência de imprensa.

"Os resultados de hoje não são uma solução para a crise - ainda é precisa uma transição política - mas, com os compromissos assumidos, a nossa mensagem para o povo sírio e da região é clara: vamos estar ao vosso lado e apoiar-vos o tempo que for preciso".

Mais de 70 dirigentes mundiais participaram na conferência de Londres.

Portugal esteve representado pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, que anunciou uma contribuição de 25 milhões de euros em dois anos.

A guerra na Síria, iniciada em março de 2011, já fez mais de 260.000 mortos, 13 milhões de deslocados internos e 4,6 milhões de refugiados, a maioria deles acolhidos nos países vizinhos -- Turquia, Jordânia, Líbano e Iraque.

Lusa

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".