sicnot

Perfil

Mundo

Conferência de doadores para a Síria angariou mais de 9 mil milhões de euros

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, anunciou hoje que os países reunidos em Londres numa conferência de doadores para a Síria prometeram mais de 10 mil milhões de dólares (nove mil milhões de euros) de ajuda humanitária até 2020.

© Abdalrhman Ismail / Reuters

É "a mais elevada verba alguma vez reunida em resposta a uma crise humanitária", disse Cameron em conferência de imprensa.

"Os resultados de hoje não são uma solução para a crise - ainda é precisa uma transição política - mas, com os compromissos assumidos, a nossa mensagem para o povo sírio e da região é clara: vamos estar ao vosso lado e apoiar-vos o tempo que for preciso".

Mais de 70 dirigentes mundiais participaram na conferência de Londres.

Portugal esteve representado pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, que anunciou uma contribuição de 25 milhões de euros em dois anos.

A guerra na Síria, iniciada em março de 2011, já fez mais de 260.000 mortos, 13 milhões de deslocados internos e 4,6 milhões de refugiados, a maioria deles acolhidos nos países vizinhos -- Turquia, Jordânia, Líbano e Iraque.

Lusa

  • Negócios do fogo
    22:00
  • "Não podemos gastar o dinheiro e depois os filhos e os netos é que pagam"
    2:05

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no habitual espaço de comentário no Jornal da Noite, o reembolso antecipado ao FMI. O comentador da SIC defendeu que seria mais vantajoso se Portugal reembolsasse mais depressa, antes da subida das taxas de juro. Miguel Sousa Tavares considerou ainda que o reembolso da dívida é uma boa notícia, pois seria "desleal" deixar a dívida para "os filhos e os netos" pagarem.

    Miguel Sousa Tavares

  • Os efeitos da tempestade Ana em Portugal
    1:43
  • Porque têm as tempestades nomes?
    0:49

    País

    As tempestades passaram a ter um nome, partilhado pelos serviços de meteorologia de Portugal, França e Espanha. Nuno Moreira, chefe de divisão de previsão meteorológica do IPMA, foi convidado da Edição da Noite da SIC Notícias para explicar que este método é também uma forma de sinalizar a dimensão das tempestades.

  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59

    Mundo

    A tempestade Ana não causou apenas estragos em Portugal, mas também na Galiza, com a queda de árvores e cheias nas zonas ribeirinhas. No norte da Europa, as baixas temperaturas provocaram fortes nevões e paralisaram a Grã-Bretanha, com voos cancelados, escolas fechadas e estradas cortadas.

  • "De repente ele estava em cima de mim a beijar-me e a apalpar-me"
    2:43