sicnot

Perfil

Mundo

Fêmea orangotango atacada e morta por uma dupla de orangotangos

Uma fêmea orangotango foi atacada e morta por uma dupla de orangotangos - outra fêmea e um macho. É a primeira agressão mortal de que há registo entre esta espécie.

Sidony, a fêmea orangotango morta na selva da Indonésia.

Sidony, a fêmea orangotango morta na selva da Indonésia.

Anna Marzec / New Scientist

Os agressores Ekko e Kondor.

Os agressores Ekko e Kondor.

Anna Marzec / New Scientist

As fêmeas orangotango normalmente são solitárias e muito raramente entram em lutas. É também muito pouco comum fêmeas e machos formarem uma "coligação", revela a revista New Scientist.

Neste caso, Kondor, uma jovem fêmea, e Ekko, o seu pretendente, bateram e morderam numa fêmea mais velha, Sidony, na floresta da reserva Mawas, na Indonésia. Sidony acabou por morrer duas semanas mais tarde, dos ferimentos que infetaram.

"É muito surpreendente, nunca vimos algo assim", disse à New Scientist uma investigadora que observou o comportamento dos animais, Anna Marzec da Universidade de Zurique.

Não se sabe porque Kondor teve um comportamento anormalmente agressivo. As fêmeas orangotango não costumam defender o seu território e os investigadores não detetaram sinais de provocação. "Pensamos que a presença do macho tenha algo a ver com o facto de ela ter atacado e ter sido tão persistente", disse Anna Marzec.

Kondor tinha recentemente perdido um filho. Pouco antes do ataque, Ekko fazia-lhe a corte. Um dia, o par encontrou Sidony e Ekko decidiu examiná-la antes de voltar para acasalar com Kondor. Foi nessa altura que Kondor se afastou de Ekko e foi atacar Sidony. Ekko juntou-se ao ataque.

Um outro macho, Guapo, saiu em defesa de Sidony e conseguiu repelir Ekko, mas Sidony já estava gravemente ferida.

A destruição gradual do habitat tem feito com que a área onde vivem os orangotangos fique cada vez mais pequena, o que pode estar a alterar os comportamentos dos indivíduos. "Temos que ver se esta situação acontece mais vezes" para chegar a uma conclusão, disse a investigadora.

  • Menino perdido na Praia da Luz foi levado à GNR por turista
    1:11

    País

    Um menino inglês, de sete anos, esteve desaparecido na quinta-feira na Praia da Luz, no Algarve, depois de se ter perdido dos pais. A GNR colocou duas equipas de investigação no local, mas ao fim de uma hora e meia o rapaz apareceu na esquadra de Lagos acompanhado por um turista a quem terá pedido ajuda.

  • Mais viagens mas menos turistas de Portugal
    1:22

    País

    Os residentes em Portugal - sejam portugueses ou estrangeiros - realizaram quatro milhões de viagens turísticas, só no primeiro trimestre do ano. Um aumento de mais de 6% nas viagens dentro do país face ao período homólogo e de mais de 15% nas viagens para fora, de avião. O estudo é do INE, o Instituto Nacional de Estatística, que permite fazer o retrato mais claro de quem viaja e porquê.

  • Algarve sozinho gera metade dos bens transacionáveis em Portugal
    4:14

    SIC 25 Anos

    O Algarve quase não tem indústria e os especialistas consideram que é excessivamente dependente do turismo. Ainda assim, sozinho contribui com metade do que Portugal gera em bens transacionáveis. A região tem problemas graves, como a falta de médicos e um custo de vida muito alto, mas continua a atrair a maior parte dos turistas e muitos estrangeiros decidem mesmo escolher a região para viver.