sicnot

Perfil

Mundo

Fêmea orangotango atacada e morta por uma dupla de orangotangos

Uma fêmea orangotango foi atacada e morta por uma dupla de orangotangos - outra fêmea e um macho. É a primeira agressão mortal de que há registo entre esta espécie.

Sidony, a fêmea orangotango morta na selva da Indonésia.

Sidony, a fêmea orangotango morta na selva da Indonésia.

Anna Marzec / New Scientist

Os agressores Ekko e Kondor.

Os agressores Ekko e Kondor.

Anna Marzec / New Scientist

As fêmeas orangotango normalmente são solitárias e muito raramente entram em lutas. É também muito pouco comum fêmeas e machos formarem uma "coligação", revela a revista New Scientist.

Neste caso, Kondor, uma jovem fêmea, e Ekko, o seu pretendente, bateram e morderam numa fêmea mais velha, Sidony, na floresta da reserva Mawas, na Indonésia. Sidony acabou por morrer duas semanas mais tarde, dos ferimentos que infetaram.

"É muito surpreendente, nunca vimos algo assim", disse à New Scientist uma investigadora que observou o comportamento dos animais, Anna Marzec da Universidade de Zurique.

Não se sabe porque Kondor teve um comportamento anormalmente agressivo. As fêmeas orangotango não costumam defender o seu território e os investigadores não detetaram sinais de provocação. "Pensamos que a presença do macho tenha algo a ver com o facto de ela ter atacado e ter sido tão persistente", disse Anna Marzec.

Kondor tinha recentemente perdido um filho. Pouco antes do ataque, Ekko fazia-lhe a corte. Um dia, o par encontrou Sidony e Ekko decidiu examiná-la antes de voltar para acasalar com Kondor. Foi nessa altura que Kondor se afastou de Ekko e foi atacar Sidony. Ekko juntou-se ao ataque.

Um outro macho, Guapo, saiu em defesa de Sidony e conseguiu repelir Ekko, mas Sidony já estava gravemente ferida.

A destruição gradual do habitat tem feito com que a área onde vivem os orangotangos fique cada vez mais pequena, o que pode estar a alterar os comportamentos dos indivíduos. "Temos que ver se esta situação acontece mais vezes" para chegar a uma conclusão, disse a investigadora.

  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39
  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O diretor de informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.