sicnot

Perfil

Mundo

Fêmea orangotango atacada e morta por uma dupla de orangotangos

Uma fêmea orangotango foi atacada e morta por uma dupla de orangotangos - outra fêmea e um macho. É a primeira agressão mortal de que há registo entre esta espécie.

Sidony, a fêmea orangotango morta na selva da Indonésia.

Sidony, a fêmea orangotango morta na selva da Indonésia.

Anna Marzec / New Scientist

Os agressores Ekko e Kondor.

Os agressores Ekko e Kondor.

Anna Marzec / New Scientist

As fêmeas orangotango normalmente são solitárias e muito raramente entram em lutas. É também muito pouco comum fêmeas e machos formarem uma "coligação", revela a revista New Scientist.

Neste caso, Kondor, uma jovem fêmea, e Ekko, o seu pretendente, bateram e morderam numa fêmea mais velha, Sidony, na floresta da reserva Mawas, na Indonésia. Sidony acabou por morrer duas semanas mais tarde, dos ferimentos que infetaram.

"É muito surpreendente, nunca vimos algo assim", disse à New Scientist uma investigadora que observou o comportamento dos animais, Anna Marzec da Universidade de Zurique.

Não se sabe porque Kondor teve um comportamento anormalmente agressivo. As fêmeas orangotango não costumam defender o seu território e os investigadores não detetaram sinais de provocação. "Pensamos que a presença do macho tenha algo a ver com o facto de ela ter atacado e ter sido tão persistente", disse Anna Marzec.

Kondor tinha recentemente perdido um filho. Pouco antes do ataque, Ekko fazia-lhe a corte. Um dia, o par encontrou Sidony e Ekko decidiu examiná-la antes de voltar para acasalar com Kondor. Foi nessa altura que Kondor se afastou de Ekko e foi atacar Sidony. Ekko juntou-se ao ataque.

Um outro macho, Guapo, saiu em defesa de Sidony e conseguiu repelir Ekko, mas Sidony já estava gravemente ferida.

A destruição gradual do habitat tem feito com que a área onde vivem os orangotangos fique cada vez mais pequena, o que pode estar a alterar os comportamentos dos indivíduos. "Temos que ver se esta situação acontece mais vezes" para chegar a uma conclusão, disse a investigadora.

  • A casa dos horrores
    7:57
  • PGR e presidente do Supremo deixam recado à ministra da Justiça
    2:45

    País

    Durante a abertura do ano judicial, a Procuradora-Geral da República e o presidente do Supremo Tribunal aproveitaram para deixar um recado à ministra da Justiça: é urgente aprovar o novo estatuto de juízes e magistrados. O presidente do Supremo diz que é injusta a má imagem da Justiça e pediu contenção aos magistrados.

  • Rui Rio tem sentido "alguma turbulência" no PSD
    2:01

    País

    Rui Rio e Pedro Passos Coelho tiveram esta quinta-feira a primeira reunião, desde que foi eleito o novo líder do PSD. À saída, Passos Coelho desejou que esta transição decorra com naturalidade. Já Rui Rio disse que tem sentido alguma turbulência no partido.

  • Sindicatos rejeitam fim das baixas médicas até três dias
    2:02

    País

    A CGTP quer levar o tema das baixas médicas à Concertação Social, já a UGT diz que há outras matérias prioritárias. Ainda assim as duas centrais sindicais lembram que a não justificação de faltas pode dar origem a um despedimento por justa causa. Esta quinta-feira o bastonário da Ordem dos Médicos propôs ao Governo que acabe com as baixas de curta duração, até três dias.

  • Papa interrompe percurso no Chile para ajudar polícia
    0:21