sicnot

Perfil

Mundo

Fundador do WikiLeaks declara vitória depois da ONU ter considerado ilegal a sua detenção

Fundador do WikiLeaks declara vitória depois da ONU ter considerado ilegal a sua detenção

Julien Assange diz que a decisão dos especialistas da ONU é uma vitória, depois do grupo de trabalho ter considerado ilegal a sua detenção. O fundador do Wikileaks surgiu emocionado na varanda da embaixada do Equador em Londres onde está desde 2012.

As autoridades britânicas já disseram que a decisão não é vinculativa e se sair da embaixada é preso para responder na Suécia a acusações de violação.

  • Julien Assange anuncia que vai sair da embaixada do Equador em Londres
    1:51

    Mundo

    O fundador do Wikileaks anunciou hoje que vai deixar em breve a embaixada do Equador em Londres, onde está refugiado há 2 anos. Julien Assange pediu asilo político para não ser extraditado para a Suécia, onde é acusado de crimes sexuais. O australiano recusou revelar por que razão vai deixar a embaixada ou se decidiu entregar-se às autoridades.

  • Assange diz que agências de segurança são a maior ameaça à democracia
    2:24

    Mundo

    Julien Assange participou, esta manhã, numa videoconferência no Festival de Cinema do Estoril e Lisboa. O fundador do Wikileaks esteve num ecrã perante uma sala de espectadores que puderam fazer-lhe diretamente perguntas e foi nas respostas que Assange falou do crescente poder das agências de segurança, o que para o ativista é uma ameaça direta à liberdade e democracia no mundo.

  • ONU pronuncia-se amanhã sobre detenção do fundador da WikiLeaks
    2:45

    Mundo

    Apesar das Nações Unidas considerarem que o fundador do WikiLeaks está a ser alvo de detenção ilegal a polícia britânica diz que o mandato continua em vigor. Se Julien Assange sair da embaixada do Equador em Londres, onde está refugiado desde 2012, será detido.Um painel de especialistas das Nações Unidas para as detenções arbitrárias pronuncia-se amanhã sobre o caso Assange.

  • Vala comum com 6 mil corpos em Mossul
    1:43
  • À redescoberta da Madeira, 16 anos depois
    1:59
  • A menina que os pais queriam chamar "Allah"

    Mundo

    ZalyKha Graceful Lorraina Allah tem 22 meses, anda não sabe ler nem escrever mas já está no centro de um processo judicial contra o Estado da Georgia, nos EUA. Os pais, Elizabeth Handy e Bilal Walk, apoiados por uma ONG, exigem na justiça que o nome seja reconhecido na certidão de nascimento para que a criança possa ser inscrita na escola, na segurança social ou nos registos e notoriado. O casal já tem um filho de 3 anos que se chama Masterful Mosirah Aly Allah.

  • Acidentes em falésias matam 94 pescadores lúdicos

    País

    Mais de 90 pescadores lúdicos morreram nos últimos 19 anos e 137 ficaram feridos em 252 acidentes registados em zona rochosa ou em falésia, a maioria na zona de Lagos, Faro, segundo dados da Autoridade Marítima Nacional.

  • Partidos querem eleições a 1 de outubro
    1:35

    País

    A data para as próximas eleições autárquicas já gerou consenso. 1 de outubro é a data pedida pelos vários partidos ouvidos esta segunda-feira por António Costa. Na próxima quinta-feira, no Conselho de Ministros, o dia de ir às urnas vai ser escolhido.