sicnot

Perfil

Mundo

Marine Le Pen ganha prémio de político mentiroso do ano em França

Marine Le Pen, líder do partido de extrema-direita francês Frente Nacional, recebeu hoje o prémio de político mentiroso do ano em França, pelo acumulado de "afirmações falsas" sobre os imigrantes e o 'jihadismo'.

© Yves Herman / Reuters

Criado por iniciativa do politólogo Thomas Guénolé e com um júri composto por elementos especializados em verificar informações, o prémio visa incentivar a classe política francesa a mentir menos, sensibilizar quem faz jornalismo na área da política para a importância de confirmar os factos e alertar as pessoas para que se assegurem da veracidade do que é dito.

Os membros do júri destacaram os exageros de Le Pen sobre a amplitude do fluxo de refugiados que chegam à União Europeia (UE), que na terça-feira Marine disse serem 4.500 por dia, quando na verdade rondam os 330.

Também foram tidas em consideração as suas declarações sobre o género dos imigrantes, pois a líder da Frente Nacional afirmou, no início de setembro passado, que os homens constituíam 99%, corrigindo dias depois o número para 75%, quando o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados aponta para 69%.

À filha de Jean-Marie Le Pen é igualmente atribuída a afirmação de que o ministro do Interior, Bernard Cazeneuve, teria dito a uma estação de rádio que preconizar a 'jihad' (guerra santa) não era um crime, algo que o governante nunca disse.

O anterior vencedor do prémio foi o ex-Presidente francês Nicolas Sarkozy.

Lusa

  • "É mais um notável tiro no pé de Passos Coelho"
    4:04

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite, a polémica em torno de Pedro Passos Coelho, depois do presidente do PSD ter pedido desculpas por ter "usado informação não confirmada", ao falar na existência de suicídios, depois desmentidos, como consequência da falta de apoio psicológico na tragédia de Pedrógão Grande. Sousa Tavares considera que Passos Coelho deu "mais um tiro no pé" e defende que o líder da oposição "está notoriamente desgastado" e "caminha para uma tragédia eleitoral autárquica".

    Miguel Sousa Tavares

  • Este texto é sobre o bom senso. O bom senso que faltou a Passos Coelho quando, esta manhã, depois de uma visita pelas áreas ardidas de Pedrógão Grande, decidiu falar em suicídios. Passos não se referiu a tentativas, mas sim a atos consumados. Deu certezas. Disse que tinha conhecimento de “pessoas que puseram termo à vida” porque “que não receberam o apoio psicológico que deviam.”

    Bernardo Ferrão

  • Simplex+2017 promete simplificar burocracia
    1:08

    País

    Já está online o novo Simplex+2017, que vai simplificar a vida dos cidadãos, empresas e administração pública. Pagar impostos com cartão de crédito e ter o cartão de cidadão ou a carta de condução no telemóvel são alguns exemplos do que está previsto.

  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.