sicnot

Perfil

Mundo

Pentágono divulga 198 fotografias de abusos de militares no Iraque e Afeganistão

O Pentágono divulgou esta sexta-feira uma série de fotos sobre os abusos feitos por militares norte-americanos a prisioneiros no Iraque e no Afeganistão no ano 2000.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Anil Usyan / Reuters

As 198 fotografias disponibilizadas mostram lesões ou contusões, mas são menos dramáticas do que as "terríveis fotos" tiradas na prisão de Abu Ghraib no Iraque e depois divulgados na imprensa.

Aquelas imagens provocaram a indignação internacional e vários soldados foram condenados.

As fotografias foram divulgadas no âmbito de uma longa batalha judicial com a ACLU, um poderoso grupo de defesa dos direitos civis norte-americanos.

A ACLU luta desde 2004 pela divulgação de duas mil fotografias de tortura e maus-tratos a prisioneiros na posse das autoridades norte-americanas.

O grupo lamentou hoje que as autoridades tenham apenas divulgado um pequeno número das fotografias.

"Estas imagens selecionadas são suscetíveis de enganar o público sobre a verdadeira extensão do abuso", denunciou Jameel Jaffer, diretor-adjunto dos Assuntos Jurídicos da organização.

A tortura "não era uma coisa de algumas ovelhas negras, ela era sistémica e ordenada por altos dirigentes governamentais", afirmou Naurren Shah da Amnistia Internacional.

Onze militares norte-americanos foram condenados após as revelações de Abu Ghraib.

As fotografias foram divulgadas na página do Departamento da Defesa norte-americano.

Lusa

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Pj ainda não fez detenções relacionadas com atropelamento de adepto italiano
    1:52

    Desporto

    As autoridades policiais confirmaram à SIC que o atropelamento que fez este sábado uma vítima mortal, junto ao Estádio da Luz, não terá sido acidental. A Policia Judiciária já saberá quem foi o autor do atropelamento. O homem faria parte do grupo de adeptos do Benfica, que se envolveram em confrontos com adeptos do Sporting.