sicnot

Perfil

Mundo

Pentágono divulga 198 fotografias de abusos de militares no Iraque e Afeganistão

O Pentágono divulgou esta sexta-feira uma série de fotos sobre os abusos feitos por militares norte-americanos a prisioneiros no Iraque e no Afeganistão no ano 2000.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Anil Usyan / Reuters

As 198 fotografias disponibilizadas mostram lesões ou contusões, mas são menos dramáticas do que as "terríveis fotos" tiradas na prisão de Abu Ghraib no Iraque e depois divulgados na imprensa.

Aquelas imagens provocaram a indignação internacional e vários soldados foram condenados.

As fotografias foram divulgadas no âmbito de uma longa batalha judicial com a ACLU, um poderoso grupo de defesa dos direitos civis norte-americanos.

A ACLU luta desde 2004 pela divulgação de duas mil fotografias de tortura e maus-tratos a prisioneiros na posse das autoridades norte-americanas.

O grupo lamentou hoje que as autoridades tenham apenas divulgado um pequeno número das fotografias.

"Estas imagens selecionadas são suscetíveis de enganar o público sobre a verdadeira extensão do abuso", denunciou Jameel Jaffer, diretor-adjunto dos Assuntos Jurídicos da organização.

A tortura "não era uma coisa de algumas ovelhas negras, ela era sistémica e ordenada por altos dirigentes governamentais", afirmou Naurren Shah da Amnistia Internacional.

Onze militares norte-americanos foram condenados após as revelações de Abu Ghraib.

As fotografias foram divulgadas na página do Departamento da Defesa norte-americano.

Lusa

  • Alemães protestam contra a Extrema-Direita
    0:39
  • Incêndio urbano em Coimbra deixa cinco pessoas desalojadas

    País

    Um incêndio numa habitação na cidade de Coimbra deixou este domingo cinco pessoas desalojadas, disse à agência Lusa fonte dos Bombeiros Sapadores. Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Coimbra adiantou que o fogo destruiu uma parte substancial de um edifício de três andares em frente à sede da Associação Académica de Coimbra, na rua Padre António Vieira.