sicnot

Perfil

Mundo

Conselho de Segurança da ONU reúne-se de urgência por causa da Coreia do Norte

O Conselho de Segurança das Nações Unidas vai reunir-se de urgência hoje em Nova Iorque por causa do lançamento de um 'rocket' de longo alcance pela Coreia do Norte, noticia a agência AFP, citando fontes diplomáticas.

Conselho de Segurança da ONU reúne-se de urgência hoje por causa da Coreia do Norte

Conselho de Segurança da ONU reúne-se de urgência hoje por causa da Coreia do Norte

© Pierre Albouy / Reuters

A reunião foi pedida pelos Estados Unidos e pelo Japão, membros do Conselho de Segurança, e pela Coreia do Sul.

Numa carta conjunta enviada à Presidência do Conselho de Segurança, citada pela AFP, EUA e Japão sublinham que "o lançamento hoje de um alegado 'satélite' pela Coreia do Norte viola resoluções da ONU" que proíbem Pyongyang de qualquer atividade balística ou nuclear.

A Coreia do Norte lançou hoje um foguete ('rocket') de longo alcance, anunciou o Ministério sul-coreano da Defesa.

Pyongyang realizou um teste nuclear a 06 de janeiro e anunciou na semana passada o lançamento, este mês, de um foguetão transportando um satélite, que a maioria da comunidade internacional vê como uma dissimulação para um teste de mísseis balísticos que viola resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas.

Secretário-geral da ONU pede à Coreia do Norte para "parar com ações provocatórias"

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu hoje à Coreia do Norte para "parar com as ações provocatórias", após o lançamento de um foguete ('rocket') de longo alcance pelo regime de Pyongyang.

"É profundamente lamentável que a República Popular Democrática da Coreia tenha realizado um lançamento usando tecnologia de mísseis balísticos, violando resoluções do Conselho de Segurança [da ONU] de 06 de fevereiro de 2016", considerou Ban Ki-moon, num comunicado.

O secretário-geral das Nações Unidas apela à Coreia do Sul para "parar com as ações provocatórias" e respeitar as suas "obrigações internacionais".

Segundo o mesmo texto, Ban Ki-moon "refirma o seu compromisso em trabalhar com todos os lados para reduzir as tensões" e conseguir a "desnuclearização da península coreana".

Lusa

  • Passos explica porque se irritou com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.