sicnot

Perfil

Mundo

Novas medidas de segurança nos cemitérios da Serra Leoa depois de assaltos a campas

Novas medidas de segurança entraram este domingo em vigor nos cemitérios da capital da Serra Leoa, Freetown, depois de ladrões de sepulturas terem usado picaretas e martelos pneumáticos para abrirem túmulos e roubarem caixões e joalharia.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Abdalrhman Ismail / Reuters

Cerca de 250 sepulturas foram danificadas em três dos sete cemitérios de Freetown nos últimos dois meses, anunciou hoje a Câmara Municipal em comunicado.

Num dos cemitérios, Kingtom, 60 por cento das mais de seis mil campas são de vítimas do vírus Ébola.

Desde hoje, há segurança 24 horas por dia em todos os cemitérios, com polícias armados para afastar os ladrões.

O coveiro do cemitério Kingtom, Abdul Rahman, contou que os ladrões forçaram "sepulturas de cimento e jazigos para roubarem ornamentos, correntes, alianças e roupas dos mortos".

Lusa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Segunda-feira no Jornal da Noite