sicnot

Perfil

Mundo

Novas medidas de segurança nos cemitérios da Serra Leoa depois de assaltos a campas

Novas medidas de segurança entraram este domingo em vigor nos cemitérios da capital da Serra Leoa, Freetown, depois de ladrões de sepulturas terem usado picaretas e martelos pneumáticos para abrirem túmulos e roubarem caixões e joalharia.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Abdalrhman Ismail / Reuters

Cerca de 250 sepulturas foram danificadas em três dos sete cemitérios de Freetown nos últimos dois meses, anunciou hoje a Câmara Municipal em comunicado.

Num dos cemitérios, Kingtom, 60 por cento das mais de seis mil campas são de vítimas do vírus Ébola.

Desde hoje, há segurança 24 horas por dia em todos os cemitérios, com polícias armados para afastar os ladrões.

O coveiro do cemitério Kingtom, Abdul Rahman, contou que os ladrões forçaram "sepulturas de cimento e jazigos para roubarem ornamentos, correntes, alianças e roupas dos mortos".

Lusa

  • Um pedido de desculpas aos portugueses e um ultimato ao Governo
    3:21
  • Vouzela tenta regressar à normalidade, 8 pessoas morreram no concelho
    2:28

    País

    No concelho de Vouzela, a população começa a voltar à normalidade. Aos poucos a luz e a água estão a voltar e as pessoas começam a ganhar forças para reconstruir aquilo que lhes foi tirado pelos fogos. No entanto, as feridas demoram a sarar e não será fácil esquecer que 80 a 90 por cento deste concelho foi destruído pelos incêndios e oito pessoas morreram.

  • Material de guerra de Tancos encontrado, faltam munições
    1:40
  • "Se os bombeiros não chegam, os vizinhos vão ficar sem casa"
    1:03
  • Madrid admite suspender autonomia da Catalunha
    1:51
  • Alemanha já tem uma versão de Donald Trump... em cera
    1:08