sicnot

Perfil

Mundo

IRA-Continuidade reivindica tiroteio de sexta-feira em Dublin

Um dos dois grupos dissidentes do Exército Republicano Irlandês, IRA-Continuidade, reivindicou hoje o assassínio cometido na sexta-feira, numa pesagem de lutadores de boxe em Dublin, e anunciou ataques futuros contra "traficantes de droga e criminosos".

O tiroteio de sexta-feira que ocorreu no Regency Hotel, em Dublin, já foi reivindicado pelo Exército Republicano Irlandês

O tiroteio de sexta-feira que ocorreu no Regency Hotel, em Dublin, já foi reivindicado pelo Exército Republicano Irlandês

© Clodagh Kilcoyne / Reuters

Um homem, que afirmou falar em nome da direção do grupo, declarou à cadeia britânica BBC que David Byrne, a vítima, foi visado por estar implicado no homicídio, em setembro de 2012 em Dublin, de Alan Ryan, um membro importante de um outro grupo dissidente do IRA, o IRA-Verdadeiro.

O IRA-Continuidade nasceu em 1986 de uma cisão com o Sinn Fein, antigo braço político do IRA.

O grupo, que já reivindicou no passado o assassínio de um polícia na Irlanda do Norte, é hostil a qualquer processo de paz ou acordo que não inclua a ligação da Irlanda do Norte, província britânica, ao resto da Irlanda.

Igualmente chamado CIRA (Continuity IRA, em inglês), este grupo é relativamente menos conhecido que o IRA-Verdadeiro, surgido após um atentado em Omagh, o mais mortífero da história norte-irlandesa, que causou 29 mortos em 1998.

A polícia irlandesa escusou-se a fazer qualquer comentário sobre estas informações.

A operação policial continua a procurar os autores do ataque, que também causou dois feridos na sexta-feira, quando homens armados dispararam sobre adeptos de boxe no hotel Regency em Dublin.

A polícia disse recear represálias, e que está a privilegiar a tese de um ajuste de contas entre gangues. Barreiras nas estradas e patrulhas armadas foram destacadas em Dublin.

"Pensamos que há pelo menos seis pessoas implicadas nesta ocorrência. Três envergavam uniformes e capacetes e tinham armas automáticas. Um homem disfarçado de mulher também esteve presente", declarou Jack Nolan, comissário adjunto da polícia irlandesa, em conferência de imprensa.

Os jornais irlandeses publicaram fotografias dos atacantes encapuzados, vestidos como agentes da polícia de elite e armados com espingardas de assalto AK-47.

A polícia difundiu, nas suas páginas em redes sociais, uma foto de um veículo, à procura de informações.

A pesagem dos participantes dos lutadores realizou-se para promoção do torneio "Clash of the Clans" (confronto de clãs, em inglês), que devia ter decorrido no sábado no estádio nacional de Dublin. A organização cancelou o evento na sequência do ataque.

Lusa

  • Autarca e duas jornalistas mortas a tiro na Finlândia 

    Mundo

    A presidente da Câmara de Imatra, na Finlândia, e duas jornalistas foram mortas a tiro na noite passada, na pequena cidade do sudeste do país. O incidente aconteceu junto a um restaurante e a polícia chegou ao local pouco depois dos disparos. Um suspeito de 23 anos já foi detido.

    Em desenvolvimento

  • Avião da Qatar Airways aterra de emergência nas Lages
    0:47

    País

    Aterrou de emergência nos Açores, esta manhã, um avião da Qatar Airways. A turbulência obrigou à manobra que causou pelo menos 10 feridos nos passageiro do avião que fazia ligação de Washington para Doha, capital do Qatar, e foi desviado para a base aérea das Lajes. Os passageiros desembarcaram, como registou no Twiiter um jornalista da Al-Jazzera que seguia a bordo. Segundo este depoimento, uma pessoa foi levada para o hospital com problemas cardíacos.

  • Passos elogia escolha de Paulo Macedo mas diz que não é suficiente
    1:47

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho diz que Paulo Macedo é competente para liderar os destinos da Caixa Geral de Depósitos, mas que a nomeação do antigo ministro não é suficiente para passar uma esponja sobre o assunto. Em Viseu, o líder do PSD não quis ainda avançar com um nome para a Câmara de Lisboa, depois de Santana Lopes afastar a hipótese de se candidatar.

  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.