sicnot

Perfil

Mundo

Leopardo fere seis pessoas numa escola na Índia

Leopardo fere seis pessoas numa escola na Índia

Um leopardo macho entrou numa escola na cidade indiana de Bangalore e feriu as seis pessoas que o tentaram capturar. Já não é a primeira vez que animais deste porte são vistos a vaguear perto de casas e escolas. As imagens de videovigilância mostram o leopardo a passear pelos corredores da escola.

Foram precisas dez horas, e muito tranquilizante, para capturar o animal que invadiu a Escola Internacional Vibgyor em Bangalore, na Índia.

As seis pessoas envolvidas na captura deste leopardo ficaram feridas, entre elas um cientista e um silvicultor, chamados para ajudar nas operações.

Depois de capturado o leopardo foi levado para um parque natural e libertado.

Os ambientalistas dizem que situações como esta podem repetir-se à medida que o espaço destes animais selvagens for invadido pelo homem.

A Índia estima que a população de leopardos no país ronde os 14.000.

  • Passos elogia escolha de Paulo Macedo mas diz que não é suficiente
    1:47

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho diz que Paulo Macedo é competente para liderar os destinos da Caixa Geral de Depósitos, mas que a nomeação do antigo ministro não é suficiente para passar uma esponja sobre o assunto. Em Viseu, o líder do PSD não quis ainda avançar com um nome para a Câmara de Lisboa, depois de Santana Lopes afastar a hipótese de se candidatar.

  • O impacto e as consequências do referendo em Itália
    1:02
  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.