sicnot

Perfil

Mundo

Navio patrulha norte-coreano em águas da Coreia do Sul

Um navio patrulha da Coreia do Norte entrou hoje em águas da Coreia do Sul, gerando novo episódio de tensão um dia depois de Pyongyang ter lançado um rocket de longo alcance.

© KCNA KCNA / Reuters

O patrulheiro norte-coreano cruzou a delimitação marítima ocidental entre as duas coreias às 06:55 locais (21:55 em Lisboa), segundo um porta-voz do Ministério da Defesa da Coreia do Sul.

O navio permaneceu 20 minutos em águas sul-coreanos e regressou ao lado da Coreia do Norte depois de um navio militar da Coreia do Sul ter feito disparos de advertência, explicou a mesma fonte.

A Marinha sul-coreana "está numa situação de alerta elevada e intensificou a vigilância das atividades da Coreia do Norte", afirmou aquele porta-voz.

Estas incursões em águas sul-coreanas são relativamente frequentes, uma vez que Pyongyang não reconhece a delimitação marítima entre os dois países traçada no final da guerra da Coreia (1950-53).

Este episódio ocorreu depois de no domingo o Conselho de Segurança das Nações Unidas ter condenado "firmemente" o lançamento, no mesmo dia, de um 'rocket' pela Coreia do Norte e ter anunciado que vai aprovar em breve novas sanções contra o país.

A declaração do Conselho foi unânime, o que significa que foi apoiada pela China, o principal aliado de Pyongyang, e pelos restantes 14 países que compõem o Conselho de Segurança.

O órgão executivo da ONU reuniu-se de emergência no domingo, a pedido dos Estados Unidos, do Japão e da Coreia do Sul, depois de a Coreia do Norte anunciar o lançamento de foguetão para colocar um satélite em órbitra que a comunidade internacional considera ter sido um ensaio de mísseis balísticos.

Lusa

  • ONU condena lançamento de foguetão pela Coreia do Norte
    2:49

    Mundo

    O Conselho de Segurança das Nações Unidas condena, por unanimidade, o lançamento do que a Coreia do Norte diz ser um satélite de observação. Piongyang garante que não se tratam de testes com armas de longo alcance, mas o país continua aparentemente a desenvolver armas atómicas.

  • Pyongyang garante que lançou um satélite de observação terrestre
    2:45

    Mundo

    A Coreia do Norte lançou um foguetão de longo alcance mas nega que esteja a fazer testes com mísseis. Pyonyang garante que o foguetão transportava um satélite de observação terrestre que ficou em órbita e que a operação foi um sucesso. A comunidade internacional condena este lançamento e admite que se trata de mais um teste com armamento.

  • Atacantes usaram "tática defendida pelos extremistas do Daesh"
    1:43

    Ataque em Barcelona

    O ex-presidente do Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo esteve em direto, para a SIC Notícias, onde falou sobre o ataque desta quinta-feira nas Ramblas, em Barcelona. José Manuel Anes falou na tática defendida na revista dos extremistas do Daesh e que foi usada neste ataque: a utilização de viaturas "de preferência as mais pesadas para matar o maior número de pessoas".