sicnot

Perfil

Mundo

Reino Unido desembolsa 14 milhões de euros para combater "El Niño" em Moçambique

O Reino Unido vai disponibilizar 11 milhões de libras (14 milhões de euros) para Moçambique combater o fenómeno "El Niño" e desastres climáticos como a seca e a baixa produção agrícola, anunciou hoje em Maputo fonte oficial britânica.

O El Niño já provocou severas alterações meteorológicas, como inundações ou secas e alcançou o seu "pico" em novembro e dezembro de 2015. Uma dos países mais afetados tem sido Moçambique.

O El Niño já provocou severas alterações meteorológicas, como inundações ou secas e alcançou o seu "pico" em novembro e dezembro de 2015. Uma dos países mais afetados tem sido Moçambique.

© Eldson Chagara / Reuters

"Nós queremos apoiar os afetados pelo fenómeno 'El Niño' em Moçambique, estamos preocupados com a situação", disse Nick Hurd, ministro do Departamento para o Desenvolvimento Internacional britânico, falando à imprensa momentos após um encontro com o ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação moçambicano, Oldemiro Baloi.

Este valor representa um aumento de um milhão de libras, comparado com a quantia que o Reino Unido desembolsa em estratégias de combate ao fenómeno no país desde 2012.

O ministro britânico sublinhou que este novo apoio do Reino Unido será destinado a áreas de acesso água potável e saneamento, apontando-as como essenciais para o bem-estar, num momento em que alguns pontos do sul do país registam uma situação de seca severa.

"É do nosso interesse que o povo moçambicano tenha melhores condições de vida", acrescentou o ministro britânico, que manteve também um encontro com chefe de Estado moçambicano, Filipe Nyusi.

Durante o primeiro dia da visita de dois dias a Moçambique, Nick Hurd assinou ainda um memorando na área das energias renováveis com o ministro dos Recursos Minerais e Energia moçambicano, Pedro Couto, um acordo que prevê que os dois governos promovam o uso desta fonte no país africano.

"Nós queremos colaborar para acelerar o acesso à energia em Moçambique", salientou o governante britânico, destacando a importância do uso de energias renováveis num território vasto como o moçambicano.

O ministro britânico manifestou-se também preocupado com a crise política e militar entre o Governo e a Resistência Nacional Moçambicana (Renamo), uma situação que se agravou nos últimos meses, devido à recusa do maior partido de oposição em aceitar os resultados das eleições gerais de 2014.

"A situação política em Moçambique é uma preocupação nossa e gostávamos de ver este problema ultrapassado", sublinhou Nick Hurd, acrescentando que este foi um dos temas do encontro com o chefe da diplomacia moçambicana.

Lusa

  • Partido Podemos com votação inédita em Espanha
    1:32

    Mundo

    Há uma votação inédita em Espanha. O Podemos começou esta terça-feira a decidir a continuidade do líder do partido, depois de Pablo Iglesias e a companheira terem comprado uma casa de 600 mil euros.

  • Reclusos limpam Ria Formosa
    3:01

    País

    Alguns reclusos do estabelecimento prisional de Olhão estão pela segunda vez a limpar a ilha da Armona, na Ria Formosa. São homens que beneficiam de regime aberto e, em fim de cumprimento de pena, têm com este trabalho uma amostra da liberdade que tanto aguardam.

  • A maior obra de reconversão urbana em Portugal 20 anos depois
    3:47