sicnot

Perfil

Mundo

Coreia do Norte pode voltar a produzir plutónio, diz relatório da CIA

A Coreia do Norte pode retomar a produção de plutónio no complexo nuclear de Yongbyon nas próximas semanas ou meses, afirmou o diretor dos serviços de informações dos Estados Unidos, James Clapper.

Central nuclear de Yongbyon fotografada em 2013.

Central nuclear de Yongbyon fotografada em 2013.

© KYODO Kyodo / Reuters

No relatório anual sobre as ameaças globais, publicado hoje, o responsável considera que o reator nuclear de Yongbyon está operacional há tempo suficiente para iniciar a produzir plutónio "dentro de algumas semanas ou meses".

A 15 de setembro, a Coreia do Norte anunciou que começou novamente a operar o reator nuclear de Yongbyon, considerado a principal fonte de plutónio do regime de Kim Jong-un para abastecer o seu programa de desenvolvimento de armas nucleares.

"Todas as instalações nucleares em Yongbyon, incluindo a central de enriquecimento de urânio e o reator moderado a grafite de cinco megawatts, foram reorganizadas, alteradas ou reajustadas e já começaram a operar com normalidade", anunciou então o diretor do Instituto de Energia Atómica norte-coreano, num comunicado transmitido pela agência estatal KCNA.

Na altura, a Presidência dos EUA apelou aos dirigentes da Coreia do Norte para que evitem "provocações irresponsáveis", depois do reinício do funcionamento de um reator considerado a sua principal fonte de plutónio com qualidade militar.

Lusa

  • Três irmãos resgatados dos escombros em Itália
    1:24
  • Porto Editora acusada de discriminação
    2:55
  • Graça Fonseca, a primeira governante a assumir-se homossexual
    1:02

    País

    A secretária de Estado da Modernização Administrativa deu uma entrevista ao Diário de Notícias onde assume a sua homossexualidade. É a primeira vez que um governante português o faz. Graça Fonseca assume esta posição pública como uma "afirmação política".

  • Governo quer entregar OE 2018 a 13 de outubro
    1:33
  • Casa Branca isolada devido a pacote suspeito

    Mundo

    A Casa Branca foi esta terça-feira isolada devido à presença de um pacote suspeito junto a uma das vedações que limitam o edifício governamental norte-americano. A situação já foi normalizada e o objeto retirado do local.