sicnot

Perfil

Mundo

Seul confirma que satélite norte-coreano entrou em órbita

O satélite lançado no domingo pela Coreia do Norte entrou em órbita corretamente, confirmou hoje o Ministério da Defesa da Coreia do Sul.

A televisão divulgou também imagens do líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, a celebrar o êxito da operação ao lado de funcionários que estiveram na sala de comando.

A televisão divulgou também imagens do líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, a celebrar o êxito da operação ao lado de funcionários que estiveram na sala de comando.

© KYODO Kyodo / Reuters

As autoridades da Coreia do Sul não conseguiram porém confirmar se o satélite está a funcionar corretamente.

A Coreia do Norte anunciou no domingo que lançou um 'rocket' com um satélite de observação terrestre, que entrou em órbitra com sucesso, numa ação que a comunidade internacional considera ter sido um teste encoberto de mísseis balísticos de longo alcance.

Peritos da Coreia do Sul estimam, depois deste lançamento, que Pyongyang possui mísseis capazes de percorrer 12 mil quilómetros, uma distância maior à que separa a península da coreia do território continental dos Estados Unidos da América.

No entanto, as informações recolhidas por Seul indicam que a Coreia do Norte ainda não conseguiu obter a denominada tecnologia de reentrada, necessária para um míssil voltar à atmosfera.

Na segunda-feira, um porta-voz do Pentágono disse que os Estados Unidos vão colocar o "mais depressa possível" um sistema antimíssil na Coreia do Sul..

"Gostaríamos de ver a sua implantação o mais rápido possível", disse o porta-voz, Peter Cook, em conferência de imprensa.

A China opõe-se à colocação do sistema antimíssil, que considera uma ameaça à sua própria dissuasão nuclear.

O poderoso radar pode ser usado para monitorar os seus próprios disparos de mísseis, considerou a China.

Mas para os Estados Unidos, o sistema antimíssil é um sistema "defensivo", orientado "contra a ameaça norte-coreana" e não para a vigilância da China, explicou Peter Cook.

"Para nós, o radar não deve criar nenhuma inquietude à China", acrescentou.

Os Estados Unidos e a Coreia do Sul vão começar "nos próximos dias" as discussões para a colocação da futura bateria antimíssil, precisou Peter Cook, confirmando uma informação que as autoridades da Coreia do Sul já haviam avançado no domingo.

Lusa

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Pj ainda não fez detenções relacionadas com atropelamento de adepto italiano
    1:52

    Desporto

    As autoridades policiais confirmaram à SIC que o atropelamento que fez este sábado uma vítima mortal, junto ao Estádio da Luz, não terá sido acidental. A Policia Judiciária já saberá quem foi o autor do atropelamento. O homem faria parte do grupo de adeptos do Benfica, que se envolveram em confrontos com adeptos do Sporting.