sicnot

Perfil

Mundo

Suécia vai voltar a pedir para interrogar Assange em Londres

A Procuradoria da Suécia anunciou hoje que vai voltar a pedir ao Equador para interrogar o fundador do Wikileaks, Julian Assange, na embaixada de Londres, independentemente da decisão da ONU que considerou a detenção arbitrária.

© POOL New / Reuters

"Quanto ao relatório publicado na semana passada, quero dizer que isso não muda nada relativamente à minha anterior avaliação do inquérito", afirmou em comunicado a procuradora encarregada do processo, Marianne Ny.

"A magistrada encarregada do processo trabalha atualmente num novo pedido de audição de Julian Assange na embaixada do Equador em Londres. Um pedido anterior foi rejeitado em janeiro pelo procurador-geral do Equador", lê-se no comunicado.

Um grupo de trabalho da ONU considerou na semana passada que Assange, refugiado desde junho de 2012 na embaixada do Equador em Londres para evitar a extradição para a Suécia, é vítima de "detenção arbitrária" e pediu à Suécia e ao Reino Unido a libertação e o pagamento de indemnizações ao australiano.

Os dois países rejeitaram as considerações da ONU, com o Reino Unido a evocar a obrigatoriedade de executar o mandado de detenção europeu e a Suécia a declarar o seu desacordo com a conclusão do grupo de trabalho, afirmando que a reclusão de Assange "é voluntária".

A Procuradoria sueca tenta há cinco anos interrogar Assange, acusado de violação em Estocolmo em agosto de 2010. O australiano nega a acusação e recusa ser extraditado para a Suécia por temer ser de lá enviado para os Estados Unidos, que o pretendem julgar pela divulgação de milhares de documentos militares e diplomáticos confidenciais.

Lusa

  • Marcelo na peregrinação de Nossa Senhora de Fátima no Luxemburgo

    Mundo

    O Presidente da República participou esta quinta-feira, a título privado, na peregrinação em honra de Nossa Senhora de Fátima, na cidade luxemburguesa de Wiltz. Milhares de portugueses receberam Marcelo Rebelo de Sousa, que assistiu à missa e, durante alguns minutos, participou na procissão.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.