sicnot

Perfil

Mundo

Twitter cria painel para lidar com abusos online

O Twitter vai criar um grupo para lidar e combater eventuais abusos feitos na rede social, como racismo, homofobia, violência inter religiosa, entre outros.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Dado Ruvic / Reuters

O Conselho de Segurança e de Confiança do Twitter terá como objetivo assegurar que a rede social é uma plataforma onde "qualquer pessoa, em qualquer lugar, se pode expressar em segurança e com confiança".

Do novo organismo farão parte vários advogados e colaboradores de organizações anti-abusos como a GLAAD ou a National Network to End Domestic Violence, bem como de agências de proteção de menores, grupos anti-racistas.

Os casos de abusos online têm vindo a crescer no Twitter, a par da incapacidade do mesmo de mitigá-los. O caso "Gamergate", entre a comunidade de fãs de videojogos, episódios de assédio sexual, de racismo e homofobia estão entre os mais comuns abusos na rede social.

A criação do novo conselho pretende remediar uma das menos desejáveis facetas do Twitter, apesar de um painel de conselheiros não ser, ainda assim, garantia de novas tentativas de violência online.

  • Caravana com cinzas de Fidel chega este sábado a Santiago de Cuba
    2:01
  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.