sicnot

Perfil

Mundo

Twitter cria painel para lidar com abusos online

O Twitter vai criar um grupo para lidar e combater eventuais abusos feitos na rede social, como racismo, homofobia, violência inter religiosa, entre outros.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Dado Ruvic / Reuters

O Conselho de Segurança e de Confiança do Twitter terá como objetivo assegurar que a rede social é uma plataforma onde "qualquer pessoa, em qualquer lugar, se pode expressar em segurança e com confiança".

Do novo organismo farão parte vários advogados e colaboradores de organizações anti-abusos como a GLAAD ou a National Network to End Domestic Violence, bem como de agências de proteção de menores, grupos anti-racistas.

Os casos de abusos online têm vindo a crescer no Twitter, a par da incapacidade do mesmo de mitigá-los. O caso "Gamergate", entre a comunidade de fãs de videojogos, episódios de assédio sexual, de racismo e homofobia estão entre os mais comuns abusos na rede social.

A criação do novo conselho pretende remediar uma das menos desejáveis facetas do Twitter, apesar de um painel de conselheiros não ser, ainda assim, garantia de novas tentativas de violência online.

  • Incêndio lavra na Serra da Estrela
    1:44
  • Ribeira de Pena passa noite em claro
    1:32

    País

    Em Vila Real, as chamas levaram ontem ao corte da A7, no troço entre Ribeira de Pena e o Arco de Baúlhe. Foi uma noite em claro, com vários focos de incêndio.

  • Um encontro português (e inesperado) em alto mar
    2:38