sicnot

Perfil

Mundo

Cabra detida na Índia por pastar em jardim de juiz

Uma cabra, de seu nome Babli, foi detida na Índia, acusada de comer de forma repetida plantas e flores do jardim de um juiz.

Babli e o seu dono, Abdul Hassan, foram levados sob custódia no estado indiano de Chhattisgarh, depois do juiz - que é vizinho - ter entregue uma queixa na polícia.

Hassan é acusado de estragar e destruir a propriedade do juiz e pode enfrentar uma pena de dois anos de prisão.

"O dono da cabra foi avisado várias vezes para não deixar o animal pastar no relvado de outras pessoas. A cabra comeu todas as plantas. Recebemos uma queixa do gabinete do juiz, pelo que iniciámos uma investigação e a cabra foi presa", contou o sub-inspetor R. Srivastav.

O dono da cabra admitiu a culpa do seu animal e prometeu que Babli não estragará de novo o jardim do juiz.

Ambos foram entretanto libertados, sob fiança.

  • Trump cria linha de apoio a vítimas de "extraterrestres criminosos"

    Mundo

    Quando o Governo norte-americano usa o termo "extraterrestre criminoso", refere-se a alguém que não é cidadão dos Estados Unidos da América e que foi condenado por um crime. Quando a mesma expressão é usada pelos utilizadores do Twitter, o significado é completamente diferente. Os internautas pensam na série Ficheiros Secretos e em discos voadores. Por isso, o lançamento de uma linha telefónica, por parte da Casa Branca, para as vítimas de "extraterrestres criminosos" só podia dar em confusão.

  • Casados há 69 anos, morrem de mãos dadas com 40 minutos de diferença

    Mundo

    Isaac Vatkin, de 91 anos, morreu cerca de 40 minutos depois de Teresa, de 89 anos, no passado sábado no Highland Park Hospital, no estado norte-americano Ilinóis. "Não queríamos que fossem embora, mas não podíamos pedir que partíssem de melhor maneira", afirmou o neto William Vatkin. O casal morreu no hospital poucos dias depois de celebrarem 69 anos de casados.