sicnot

Perfil

Mundo

Cabra detida na Índia por pastar em jardim de juiz

Uma cabra, de seu nome Babli, foi detida na Índia, acusada de comer de forma repetida plantas e flores do jardim de um juiz.

Babli e o seu dono, Abdul Hassan, foram levados sob custódia no estado indiano de Chhattisgarh, depois do juiz - que é vizinho - ter entregue uma queixa na polícia.

Hassan é acusado de estragar e destruir a propriedade do juiz e pode enfrentar uma pena de dois anos de prisão.

"O dono da cabra foi avisado várias vezes para não deixar o animal pastar no relvado de outras pessoas. A cabra comeu todas as plantas. Recebemos uma queixa do gabinete do juiz, pelo que iniciámos uma investigação e a cabra foi presa", contou o sub-inspetor R. Srivastav.

O dono da cabra admitiu a culpa do seu animal e prometeu que Babli não estragará de novo o jardim do juiz.

Ambos foram entretanto libertados, sob fiança.

  • Passos Coelho pede desculpa aos portugueses
    3:35
  • Pyongyang compara Trump a Hitler

    Mundo

    A Coreia do Norte compara o Presidente norte-americano Donald Trump a Adolf Hitler. Pyongyang já acostumou o mundo à sua linguagem "colorida" quando critica os seus inimigos. Mas comparações com o responsável por mais de 60 milhões de mortes são muito raras.

  • Glifosato na lista de produtos cancerígenos na Califórnia

    Mundo

    O estado norte-americano da Califórnia, nos Estados unidos, pode vir a obrigar o fabricante do popular herbicida Roundup a comercializar o produto com um rótulo que informe os consumidores de que o produto é cancerígeno. O glifosato, princípio ativo do herbicida Roundup fabricado pela Monsanto, consta de uma lista que vai ser divulgada na Califórnia, a 7 de julho, de produtos químicos potencialmente cancerígenos.