sicnot

Perfil

Mundo

Quase 100 civis entre os mais de 500 mortos na ofensiva do regime sírio em Aleppo

Perto de 100 civis, entre os quais 23 crianças, estão entre as 500 pessoas mortas desde o início da ofensiva do regime sírio com o apoio da aviação russa contra os rebeldes em Aleppo, denuncia o Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

Escombros de uma escola que terá sido atingida durante ataque aéreo russo.

Escombros de uma escola que terá sido atingida durante ataque aéreo russo.

© Khalil Ashawi / Reuters

Segundo a ONG, que monitoriza a guerra na Síria, 506 pessoas morreram na ofensiva lançada a 1 de fevereiro nesta província no norte da Síria.

"Pelo menos 143 combatentes do regime, 274 combatentes do lado dos rebeldes e jihadistas estrangeiros, bem como 89 civis foram mortos desde 1 de fevereiro até terça-feira à noite [9 de fevereiro]", indicou à AFP o diretor do Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), Rami Abdel Rahmane.

Entre os milicianos pró-regime mortos estão 14 iranianos e pelo menos três do Hezbollah xiita, aliado libanês do regime de Bashar al-Assad, precisou.

Além dos 169 rebeldes sírio mortos, 105 jihadistas estrangeiros - entre os quais membros da Frente Al-Nusra, o ramo sírio da Al Qaeda - morreram em combates, ainda de acordo com o balanço do OSDH.

Desde o início da ofensiva, o regime sírio recuperou aos rebeldes várias localidades no norte da província de Aleppo e sitiou os rebeldes na cidade, onde ainda vivem cerca de 350 mil civis.

  • "Vai ser uma batalha forte e dura"
    2:51
  • A tática dos 3 Rs de Carlos Queiroz
    1:58
  • "Isto é a demagogia à solta"
    0:45

    Opinião

    Quem o diz é Luís Marques Mendes a propósito da aprovação esta semana da lei do CDS-PP que elimina o adicional do imposto sobre os combustíveis. O comentador da SIC critica a oposição por ter levado a votação uma lei inconstitucional e acusa ainda os parceiros de Governo de deslealdade. 

    Luís Marques Mendes

  • Comandante da Proteção Civil confiante nos meios de combate aos incêndios
    1:56

    País

    Depois das falhas apontadas ao sistema de comunicações SIRESP durante os incêndios do ano passado, o cComandante operacional da Proteção Civil diz que não há meios de comunicação infalíveis. Duarte Costa acredita que este verão será mais calmo do que anterior e contabiliza já mais de 2000 incêndios desde maio que não foram notícia.

  • Líderes europeus assinalam progressos para alcançar acordo sobre migrações
    2:02